Debate

Covid: vacinas aplicadas na surdina em empresários viola a lei

Redação Hypeness - 26/03/2021

Uma reportagem da revista Piauí denunciou que um grupo de empresários e políticos do setor do turismo mineiro tomaram vacinas contra o covid-19 ‘escondidos‘. Segundo a matéria, cerca de 50 pessoas receberam a primeira dose do imunizante da Pfizer e, de acordo com a farmacêutica, os imunizantes foram contrabandeados.

A Piauí revelou que os empresários compraram o vacina da Pfizer e não os doaram para o Sistema Único de Saúde (SUS), o que não é permitido pela legislação do país.

– Irmãs que furaram fila em Manaus contrariam ordem judicial e tomam 2ª dose de vacina 

O empresário do setor dos transportes e ex-senador da República Clésio Andrade foi um dos 50 vacinados ilegalmente; segundo apuração, cada dose custa R$ 300

Um dos imunizados que furou a fila da vacinação é Clésio Andrade, ex-presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e ex-senador da República pelo PMDB de Minas Gerais. “Estou com 69 anos, minha vacinação [pelo SUS] seria na semana que vem, eu nem precisava, mas tomei. Fui convidado, foi gratuito para mim”, confirmou o empresário à revista. Posteriormente, negou o fato ao Estadão.

– Gêmeas ricas, secretária e prefeito. Brasil negacionista fura fila de vacinação contra a covid-19 

A Pfizer nega ter vendido qualquer vacina para um grupo privado e afirmou que não há nenhuma dose disponível no território brasileiro com consentimento da gigante farmacêutica dos Estados Unidos. Ainda segundo a empresa, as doses do imunizante só chegarão ao Brasil nos próximos meses e serão todas distribuídas para o Programa Nacional de Imunização (PNI).

Participantes da cerimônia dizem que o evento foi organizado por Rômulo e Robson Lessa, donos da viação Saritur. A distribuição ilegal de vacinas aconteceu em uma garagem da empresa e foi registrada em vídeo. As imagens mostram uma mulher vestida com um jaleco pegando doses de vacinas e aplicando em diversas pessoas. O imunizante da Pfizer só funciona com duas doses, então é importante ficar de olho por onde andam as vacinas.

– Promotores de SP querem ‘furar fila’ de prioridade na vacinação contra a covid-19 

“O Grupo Empresarial SARITUR esclarece que os nomes citados na reportagem ‘Empresários tomam vacinas às escondidas’ não fazem parte do corpo societário do Grupo. Esclarece ainda que o assunto tratado na matéria é de total desconhecimento da Diretoria da empresa”, afirmou a empresa em  nota.

A Polícia Federal abriu uma investigação sobre o caso.

Publicidade

Fotos: Agência Senado


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Caso Felipe faz internet questionar se é permitido ou não transar no Airbnb