Debate

Demi Lovato revela que foi vítima de estupro quando ‘fazia parte de elenco da Disney’

Karol Gomes - 17/03/2021

Em um documentário revelador sobre sua vida em Hollywood, a cantora americana Demi Lovato conta que foi violentada sexualmente na adolescência, precisamente quando atuava como atriz no Disney Channel.

‘Demi Lovato: Dancing with the Devil‘ (ou ‘Demi Lovato dançando com o Demônio’ em tradução livre) é a série original do Youtube, que abriu o festival on-line South By Southwest’.

Lovato ganhou fama com o filme do Disney Channel “Camp Rock”, filmado quando ela tinha 15 anos

– Demi Lovato sofreu três derrames e um ataque cardíaco após overdose, revela em documentário

Disponível gratuitamente no Youtube na próxima terça (23), o documentário irá trazer assuntos delicados da carreira da cantora, como a overdose sofrida por Demi Lovato em 2018, responsável por lhe causar danos cerebrais e cegueira parcial. A luta de Demi contra o vício também é um dos temas principais.

Confira o trailer, ainda sem tradução: 

– Sandy e Junior ganha documentário com material inédito para celebrar 30 anos de dupla

Disney

Os quatro episódios, que são bastante fortes, contém detalhes inéditos das agressões sexuais sofridas por Lovato, incluindo uma na noite em que ela teve a overdose. “Sei que o que vou dizer vai impactar as pessoas também. Mas, quando eu era adolescente, estava em uma situação bem parecida e perdi minha virgindade em um estupro”, diz a estrela em um dos momentos.

Ela também foi protagonista da série “Sunny Entre Estrelas”, no Disney Channel

– Britney Spears posa sem maquiagem ‘pela 1ª vez na vida’ em processo de cura de Hollywood

Agora com 28 anos, Demi Lovato não menciona seu agressor, mas afirma que o estupro ocorreu quando ela “fazia parte do elenco da Disney” e que ela teve que “continuar vendo essa pessoa o tempo todo” depois do ataque, uma vez que, apesar de ter denunciado seu agressor, ele “nunca teve problema por isso – nunca foi retirado do filme do qual estava participando”.

Publicidade

Foto: Reprodução / YouTube


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.