Tecnologia

Disney + ultrapassa 100 milhões de assinantes em 16 meses e promete novos filmes

Redação Hypeness - 15/03/2021 | Atualizada em - 16/03/2021

A plataforma Disney+ acaba de alcançar uma importante marca dentro do cada vez mais concorrido mercado de streamings internacional, ao superar a casa dos 100 milhões de assinantes em todo o mundo.

A marca foi alcançada com somente 16 meses de funcionamento do serviço, e o anúncio foi feito por Bob Chapek, CEO do grupo Disney, durante uma reunião anual com acionistas realizada virtualmente. O número posiciona a plataforma entre as quatro maiores do mundo em número total de usuários, atrás somente da iQIYI, da asiática Tencent Video, além da Prime Video e do Netflix.

Tablet acessando a plataforma Disney+

A plataforma Disney+ foi lançada em novembro de 2019

Herdeira da Disney diz que ‘tinha vergonha do sobrenome’ ao falar de doação milionária

 O anúncio reitera a decisão recente da empresa em migrar o foco primordial de sua produção audiovisual dos cinemas e TV para as plataformas, em tendência que, segundo o próprio Chapek, deve ser intensificada com a confirmação do êxito de tal mudança. “O enorme sucesso da Disney + – que agora ultrapassa 100 milhões de assinantes – nos inspirou a ser ainda mais ambiciosos e a aumentar significativamente nosso investimento no desenvolvimento de conteúdo de alta qualidade”, afirmou o CEO.

Bob Chapek, CEO do grupo Disney

Bob Chapek, CEO do grupo Disney

Retina Latina: streaming de produções latinas para sair da mesmice

A marca de 100 milhões de usuários pode ser ainda somente a metade dos assinantes do Netflix (que passa da casa das 203 milhões de pessoas em todo o mundo) mas superou em muito as expectativas originais da Disney: a estimativa inicial era que a plataforma alcançasse um número entre 60 e 90 milhões de assinantes somente em 2024. E a ideia é que esse crescimento só aumente e, para isso, a meta é que mais de 100 novos títulos, entre animações, live actions da própria Disney, produções Marvel, National Geographic e Star Wars, cheguem à Disney+.

Evento de lançamento da plataforma, no final de 2019

Evento de lançamento da plataforma, no final de 2019 

Por trás das mortes de mães em filmes da Disney existe uma história real e trágica

“Nosso negócio direto ao consumidor é a principal prioridade da empresa, e nosso robusto pipeline de conteúdo continuará a alimentar seu crescimento”, comentou Chapek. O investimento em streaming ajudou a amenizar o impacto da Covid-19 sobre o grupo, já que outros negócios da Disney, como lançamentos de filmes e séries, se atrasaram, além, é claro, dos parques de diversão que permaneceram fechados desde o início da pandemia.

Outdoor em Hollywood, na Califórnia, divulgando a plataforma Disney+

Outdoor em Hollywood, na Califórnia, divulgando a plataforma

Disney coloca aviso de conteúdo preconceituoso em alguns de seus filmes clássicos

Além da Netflix, que segue sendo a maior plataforma do tipo no mundo, a Prime Vídeo, da Amazon, possui 150 milhões de assinantes, a Tencet Vídeo conta com 120 milhões, e a iQIYI com 119 milhões. Com assinatura custando R$ 27,90 mensais ou R$ 270,90 anuais, a Disney+ chegou ao Brasil no final de 2020, inicialmente com enfoque principal no público infantil – em breve, porém, será lançada por aqui a Star+, plataforma do grupo com conteúdo Fox e outros títulos não-infantis. Atualmente a plataforma Disney+ funciona em 59 países.

Publicidade

© fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.