Fotografia

Ensaio cintilante de crianças negras esmaga estereótipos e padrões de branquitude

Kauê Vieira - 02/03/2021 | Atualizada em - 04/03/2021

Os padrões de beleza afetam não só adultos, mas também jovens e mesmo crianças – e quase sempre escondem, para muito além da aparência ou da estética, imposições mercadológicas e do capital, mas principalmente racismos, preconceitos e outras doenças sociais. Utilizando a câmera fotográfica como instrumento de transformação e enfrentando os padrões com a força de quem se coloca como parte de um verdadeiro movimento, o casal estadunidense Kahran e Regis Bethencourt criaram o CreativeSoul Photography, um estúdio que pretende ajudar a derrubar tais limites e estereótipos e enfrentar o impacto dos padrões de beleza sobre as crianças negras nos EUA e no mundo.

Baseado na cidade de Atlanta, no estado da Georgia, o trabalho do casal já supera uma década de compromisso – e com o projeto AfroArt eles decidiram ir direto ao ponto, para celebrar a beleza da diáspora africana, tendo a questão da representatividade entre as crianças como foco principal. “O propósito da série é ilustrar a história do nosso passado nobre, celebrar a glória do aqui e do agora, e até mesmo ter a audácia de prever o futuro”, afirmam. “Com essa série, procuramos empoderar as crianças de cor a abraçarem seus cachos naturais e suas próprias peles”.

Orgulho e amor-próprio como meios de combater o preconceito, portanto, são as bases do “movimento” propagado pelo casal e o estúdio – criando um “espaço de empoderamento” para que crianças de todo o mundo possam se reconhecer na “excelência negra” disposta pela série. “Procuramos incentivar uma geração de futuros líderes, cientistas, artistas, e outros que possam construir um senso de si mais sólido e amoroso do que a maioria de nós quando crescíamos”, afirmou o casal.

O trabalho de Kahran e Regis foi recentemente publicado no livro Glory: Magical Visions of Black Beauty (Glória: visões mágicas da beleza negra, em tradução livre) que mostra o impacto das fotos do CreativeSoul Photography em mais de 100 fotos compondo o trabalho.

Acima, Kahran e Regis; abaixo, o livro lançado

“Com imagens incríveis de cabelos lindos e naturais (…) GLORY coloca a beleza negra na frente e no centro de tudo (…)” como um “reconhecimento e uma celebração da versátil e inata beleza negra”, diz o release do livro – que pode ser acessado aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

https://www.hypeness.com.br/2021/02/malcolm-x-carta-indica-plano-do-fbi-e-policia-de-ny-para-assassinar-lider-negro/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

© fotos: CreativeSoul Photography


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.


X
Próxima notícia Hypeness:
O jeito mais simples de expandir fotos no Photoshop para evitar imagens cortadas