Ciência

Estátua mais antiga que Pirâmides do Egito é analisada em estudo

por: Vitor Paiva

A mais antiga estátua de madeira que se tem notícia foi esculpida na região dos Montes Urais, na Rússia, há mais de 12 mil anos. A idade do ‘Ídolo de Shigir‘, como o artefato ficou conhecido, foi confirmada recentemente por arqueólogos da Universidade de Gottingen, na Alemanha, em parceria com especialistas do Instituto de Arqueologia RAS e do Museu Regional de Sverdlovsk, na Rússia.

O objeto espanta por se tratar de uma relíquia em madeira, material que costuma se degradar com facilidade em relativamente pouco tempo, mas que foi conservado pelas condições locais.

O “Ídolo de Shigir”

Detalhes da cabeça do ídolo em madeira de 12,5 mil anos © Sverdlovsk Regional Museum

-Estatueta encontrada na Grécia teria sido presente a Zeus há mais de 2 mil anos

A estátua em dez partes foi descoberta em 1894, e inicialmente tratada como um tipo de totem ou simplesmente artefato exótico de um passado recente – especialmente pela madeira se encontrar em bom estado de conservação. Somente um século mais tarde é que a idade do ‘Ídolo de Shigir‘ foi aproximada, e incialmente calculada em torno de 9,75 mil anos.

O cálculo é dos anos 1990, porém, foi feito a partir de amostra da parte externa do objeto, e foram necessários dois outros estudos – um em 2018 e outro publicado em janeiro de 2021 – para se alcançar o resultado preciso e mais de 2 mil anos ainda mais antigo.

Partes do "Ídolo de Shigir"

Outras partes da estátua descoberta nos Montes Urais, na Rússia © Sverdlovsk Regional Museum

Ilustração do "Ídolo de Shigir"

Ilustração mostrando a estrutura geral da estátua © Sverdlovsk Regional Museum

-Você sabia que o réveillon nasceu de uma ‘crise econômica’ da Idade da Pedra?

O último cálculo foi realizado a partir dos anéis de crescimento da madeira utilizada na feitura da escultura – feita com árvore conífera do tipo larix, que continha 159 anéis no interior de seu tronco quando o ‘Ídolo‘ foi criado, revelando a idade de 12,5 mil anos.

O cálculo confirma, portanto, se tratar de artefato da Última Era Glacial, período em que o planeta enfrentava grandes transformações climáticas, quando as primeiras florestas começaram a se espalhar pela região da Rússia e da Eurásia, que se tornava então mais quente.

“A paisagem mudou, e a arte, também. Talvez como uma maneira de ajudar as pessoas a lidar com ambientes desafiadores a que foram se deparando”, afirmou o arqueólogo Thomas Terberger, um dos autores do novo estudo.

O Ídolo de Shigir

O ídolo em exibição no museu © Wikimedia Commons

-Lacútia: uma das regiões mais frias da Rússia é feita de diversidade étnica, neve e solidão

A conservação da madeira

Para se ter uma ideia de quão antigo é o ‘Ídolo de Shigir‘, o cálculo final confirma que a estátua é nada menos que 7 mil anos mais antiga que Stonehenge, na Inglaterra – construção de 5 mil anos – e quase três vezes mais antiga que as pirâmides do Egito, construídas em torno de 4,5 mil anos atrás.

A conservação da madeira por tanto tempo se deu pelo ambiente em que foi encontrada: espécie de mangue russo, as turfas em Shigir, na região dos Montes Urais, oferece um contexto anaeróbico ácido, capaz de matar microorganismos.

O ídolo de Shigir

O ambiente em que permaneceu por mais de 12 mil anos preservou a estátua © Sverdlovsk Regional Museum

-Cientistas holandeses descobrem como os egípcios moveram as pedras das pirâmides

A face interna da estátua é inteira coberta de gravuras que, segundo especialistas, registram temas sobre espíritos ancestrais, a Terra, a natureza e alguns mitos. A escultura está exposta no museu Sverdlovsk Regional Museum of Local Lore, em Ecaterimburgo, na Rússia.

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Cientistas descobrem segredo do computador de mais de 2 mil anos