Arte

Fernanda Montenegro: 7 trabalhos para entender a importância da obra da atriz

por: Redação Hypeness

Fernanda Montenegro é uma das maiores atrizes da história da dramaturgia brasileira. A vida do Brasil com seus 90 anos surpreende por sua capacidade de interpretação extremamente aguda, mesmo com a idade.

A atriz participou ativamente de todos os momentos da história da arte no nosso país desde os anos 1950, sendo protagonista de boa parte deles. Nesse texto, iremos listar sete trabalhos essenciais para entender a obra de Fernanda Montenegro.

Fernanda Montenegro na festa dos Indicados ao Oscar de 1999

Dos palcos dos teatros paulistanos dos anos 1950 e 1960, até a indicação de Fernanda Montenegro ao ‘Oscar’ em 1999, passando pela no ‘Emmy Internacional’ em 2013, a carreira da atriz é única em vitórias e feitos no entretenimento e na arte brasileiros. A versatilidade de Fernanda a faz capaz de executar de forma primorosa uma comédia pastelão ou um drama para chorar os tubos.

E vamos elencar um pouco dessa variedade com boas histórias para transmitir um pouco da importância da obra de Montenegro.

Fernanda Montenegro – Filme

Um dos momentos mais importantes da história da dramaturgia brasileira a nível internacional foi a indicação de Fernanda Montenegro ao ‘Oscar’ de 1999. A vitória de Gwyneth Paltrow pouco importa. Não são muitos os que se lembram de ‘Shakespeare Apaixonado’ em comparação com a quantidade de vidas marcadas pelo incrível ‘Central do Brasil’.

‘Central do Brasil’

Fernanda foi a primeira mulher latino-americana a ser indicada ao prêmio de Melhor Atriz na história do Oscar

Após o cinema brasileiro passar períodos de horror durante a década de 1980 e quase agonizar até morrer por causa da ditadura militar e da gestão Collor, os anos 1990 se tornaram uma espécie de Renascença do audiovisual no país. Naquela década, foram produzidos clássicos como ‘O que é isso, companheiro?’, ‘Carlota Joaquina – A princesa do Brasil’ e ‘Pequeno Dicionário Amoroso’. Mas a coroação do ressurgimento foi com ‘Central do Brasil’.

– ‘É um filme vaginal, que não é fácil de se ver no cinema brasileiro’, diz Fernanda Montenegro sobre representante do Brasil ao Oscar 2020 

O longa dirigido por Walter Salles e estrelado por Fernanda Montenegro conta uma das mais brasileiras histórias de todos os tempos. Ana (Montenegro) é uma professora aposentada que escreve e endereça cartas para pessoas analfabetas na Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Entretanto, após uma de suas clientes falecer, ela embarca em uma jornada para o interior do Nordeste junto de Josué, agora órfão, em busca de sua família.

Confira o trailer do clássico:

A performance magistral de Fernanda Montenegro a colocou em um patamar jamais antes alcançado por um ator brasileiro: foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz no ‘Oscar’ de 1999. Não ganhou, mas ficou marcada para sempre. E não precisava ganhar para entrar na história.

– Para esperar o ‘Oscar’, Cinelist oferece mais de 160 filmes indicados ao prêmio no passado 

‘Casa de Areia’

Casa de Areia é uma narrativa sobre os dilemas da imigração e do nordeste brasileiro

‘Casa de Areia’ é um filme de Andrucha Waddington e foi lançado em 2005. A obra conta a história de duas mulheres vindas de Portugal com a promessa de prosperidade no Brasil de 1910. Quando chegam aqui, percebem que se meteram em uma grande enrascada e começam a se mesclar com os nativos.

O filme ainda conta com Stenio Garcia, Luiz Melodia, Jorge Mautner, Seu Jorge, Luiz Guerra e a filha de Montenegro, Fernanda Torres. A obra acabou indicada para diversos prêmios. A nossa estrela acabou ganhando o prêmio de Melhor Atriz no ‘Festival Internacional de Guadalajara’, no México, por sua performance estonteante.

Veja o trailer do filme:

‘Doce de Mãe’

Em ‘Doce de Mãe’, Fernanda Montenegro reforçava sua versatilidade como atriz de comédia

‘Doce de Mãe’ é uma criação de Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo. Trata-se da história de Dona Picucha (Fernanda Montenegro), uma senhora de 85 anos de idade que é super bem-humorada, mas um pouco teimosa. O filme feito para televisão trata da relação dessa incrível velhinha com seus filhos e o mundo ao seu redor. Após a empregada de Picucha sair de casa para se casar, a matriarca entra em uma luta contra sua prole para manter sua independência.

– Fernanda Montenegro, a matriarca da dramaturgia brasileira, diz: ‘Não sei porque o Brasil caminhou para o nada’

O filme para televisão foi considerado uma das melhores produções da Globo na última década e rendeu um ‘Emmy Internacional’ de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro. É uma das provas mais factuais da versatilidade da atriz: é aclamada nas comédias e nos dramas, mostrando que é, realmente, a rainha da atuação brasileira.

Fernanda Montenegro – Novelas

Antes do brilho do cinema, Fernanda se tornou uma consagrada atriz de novelas. Não começou na Globo: foi da finada TVRio, depois participou da TV Record, Bandeirantes e Excelsior e, finalmente, ingressou na vida de global em 1981, com ‘Baila Comigo’.

‘Brilhante’

A maquiavélica Chica Newman é uma prova de que Fernanda Montenegro também tem tino para vilã

‘Brilhante’ foi a primeira telenovela das oito estrelada por Fernanda Montenegro. Ela fazia o papel de Dona Chica, uma milionária que tentava forçar seu filho homossexual a se casar com a personagem de Vera Fischer. A trama rocambolesca, mas digna da televisão dos anos 1980 foi um sucesso e impulsionou Montenegro para o patamar de estrela dentro da arte brasileira.

Ainda que já tivesse participado de diversas novelas – incluindo ‘Baila Comigo’, que veio logo antes de ‘Brilhante’ -, foi nesse papel que a matriarca brilhou. Vilã da história contra a mocinha Vera Fischer, Fernanda brilhou com um show de atuação e foi aclamada por sua performance.

A novela foi alvo dos censores da Ditadura Militar por tratar do tema da homossexualidade.

‘Amor e sorte’

Amor e Sorte é o mais recente trabalho de Fernanda Montenegro para a televisão, aos 90 anos de idade

‘Amor e Sorte’ é um projeto de Jorge Furtado para tratar do confinamento causado pelo isolamento social durante a pandemia. Fernanda Montenegro e sua filha, Fernanda Torres, estrelam o primeiro episódio ‘Lúcia e Gilda’. Lúcia (Torres) leva sua mãe, Gilda (Montenegro) para se confinar na serra e se proteger do vírus.

A atuação primorosa de Fernanda Montenegro e sua química com a filha mostra que, aos 90 anos de idade, ela ainda consegue entregar atuações impecáveis. A série está disponível no Globoplay.

Fernanda Montenegro – Teatro

Apesar do grande reconhecimento de Fernanda Montenegro se concentrar em suas aparições na televisão e no cinema, a carreira da atriz começou no teatro brasileiro. Ela é, sem dúvida, uma das maiores atrizes de sua geração e marcou os palcos brasileiros com performances incríveis.

‘Vestir os Nus’

Fernanda Montenegro jovem

Fernanda Montenegro: jovem que brilhava no circuito do teatro brasileiro

‘Vestir os Nus’ é uma obra crucial na vida de Fernanda Montenegro justamente por mostrar a aclamação do público com suas performances. Ela era um dos principais nomes pro trás do Teatro Brasileiro de Comédia, uma das maiores instituições da cena teatral brasileira nos anos 1950 e 1960, e ‘Vestir os Nus’ foi uma das principais peças dessa companhia.

– Fernanda Montenegro canta samba-enredo da Mangueira 

A obra, que levou os prêmios ‘APCA’ e ‘Governador do Estado de São Paulo’, era estrelada por Fernanda. O texto contava a história de Ersília (Montenegro), que tantava tirar a sua própria vida. Após o caso ganhar repercussão, ela mente sua história a uma jornalista. A história publicada no jornal faz com que diversas pessoas do passado voltem para a vida de Ersília para pedir perdão e redenção.

Conta Sérgio Britto, que contracenou com Montenegro, sobre uma das performances da atriz:

“O TBC estava com problemas financeiros. Pelo menos um terço das lâmpadas do palco estava queimado. (…) Quando a Fernanda entrou e as luzes se apagaram, as que deviam ficar acesas estavam queimadas e ficou só uma luzinha em cima da cadeira onde a Fernanda tinha que sentar. Fernanda e eu custamos a nos encontrar, e quando eu a peguei nós já estávamos morrendo de rir. (…) A Fernanda tinha um texto que acabava com uma frase fantástica (…). Essa frase era dita com a (personagem) Ersília chorando convulsivamente. Só que nesse dia, em vez de choro, a Ersília ria convulsivamente. A danada da Fernanda ria tanto, ria tão alto, que parecia uma alucinação. O público embarcou na emoção, ouvia as risadas como desespero, e, quando Fernanda gemia as suas palavras “Nua, nua”, a plateia gritava o nome de Fernanda. Sucesso Absoluto”, afirma.

Fernanda Montenegro – Livro

Uma carreira extensa dessa não passaria sem um registro biográfico. Ou melhor, autobiográfico. Os mais de 70 anos de carreira de Fernanda Montenegro carregam histórias importantes e caminham pela estabilização do teatro brasileiro, o terror da ditadura militar, o ressurgimento do cinema nacional e a história da televisão no país. Conhecer sua narrativa é conhecer também o entretenimento e a arte do nosso país.

Fernando Montenegro: Prólogo, Ato, Epílogo

Livro de Fernanda Montenegro foi lançado em 2019 e conta a história da atriz

A autobiografia de Fernanda Montenegro ‘Prólog, ato, epílogo: memórias’, escrita em parceria com Marta Góes, foi publicada em 2019 e passa os principais momentos da vida da atriz que pode e deve ser considerada a maior da história do Brasil. Editado pela Companhia das Letras, a biografia é um relato sincero e didático sobre a vida de Fernanda e a história da arte no nosso país. Vale a leitura.

Publicidade

Fotos: Foto 1: Getty Images Foto 2, 3, 4, 5, e 8: Divulgação Foto 7: Arquivo Nacional


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Feira do Livro da Unesp em versão online tem descontos a partir de 50%