Diversidade

Gênero em roupa é coisa do passado, mostra homem em ensaio libertador

Redação Hypeness - 26/03/2021 | Atualizada em - 30/03/2021

A sociedade, em sua maior parte, estabeleceu os padrões quando se trata de aparência e roupas, ignorando nossas subjetividades. Mas Connor Keaney, um jovem de 26 anos de Kings Norton, no Reino Unido, está usando suas redes sociais para mostrar que roupa com gênero é coisa do passado. Nada de rosa e azul, Damares!

“Os maiores influenciadores que ajudaram a criar o estilo que tenho hoje vêm de diferentes épocas. A primeira é minha mãe, ela me apresentou a lojas de caridade e fica incrivelmente linda enquanto o usa”, contou Connor ao Bored Panda.

@conjlk

Connor mostra que roupa não tem nada a ver com gênero

“Em segundo lugar está alguém que está muito por dentro agora, que é o cantor Harry Styles. Ele, sendo um homem heterossexual e usando vestidos, me surpreende e me dá cada grama de confiança”.

@conjlk

Em sua conta no Instagra, @conjlk, ele esbanja estilo

Ele ainda se inspira no personagem principal do livro David Williams, ‘O menino de vestido’. “Uma bela história com um personagem muito obstinado e eu leio esse livro a cada poucos meses para me ajudar”.

Connor está convencido de que as roupas não têm gênero e nos prova que talvez seja hora de nos livrarmos dos velhos estereótipos de gênero, especialmente quando se trata de algo tão simples como nossa forma de vestir.

@conjlk

Além das roupas, ele investe nas makes

Estava chegando meu aniversário e eu sempre sonhei com uma roupa para usar em uma foto perto de um mural no centro da cidade de Birmingham intitulado ‘babá orgulhosa’. Toda vez que eu experimentava roupas ‘masculinas’, eu simplesmente não sentia confortável ou legal. Eu procurei de cima a baixo e então encontrei uma linda saia midi preta em uma loja de caridade. Usando isso, nunca me senti tão confiante, bonito, atrevido, confortável e descolado, e nunca vou olhar para trás

Ainda em conversa com o Bored Panda, Connor falou sobre quais ele pensava serem os maiores equívocos que algumas pessoas podem ter sobre travestis ou indivíduos com fluidez de gênero.

“Existem muitos equívocos sobre o uso de roupas femininas. O principal deles é que sou transgênero e quero ser mulher. Este não é o caso – sou um grande aliado da comunidade trans, mas estou extremamente feliz com a pele e o corpo em que estou”, explicou.

@conjlk

@conjlk

“Os homens às vezes simplesmente gostam de usar roupas femininas. O outro (equívoco) é que as pessoas fazem por atenção e 5 minutos de fama, também não é verdade, o motivo de eu ter feito histórias é para ajudar as pessoas e espalhar a palavra da positividade nestes tempos tão estranhos do mundo. Eu visto roupas ‘femininas’ porque aprecio moda e isso me faz sentir confortável”.

@conjlk

Fã de brechós e bazares, ele não mede esforços para achar as peças perfeitas

Connor afirma que a roupa é apenas um material simples que deve ser usado sem quaisquer rótulos.

Amigos e familiares

“Eu tenho uma família absolutamente incrível e solidária. Eu assumi como parte da comunidade LGBTQ+ para minha família quando tinha cerca de 16, 17 anos. A maioria deles sabia desde que eu era pequeno, então não foi surpresa”, conta.

“Quando entrei em moda e maquiagem, eles me parabenizaram por quão bonito eu era e quão incrível eu estava, então não foi grande coisa, eles me amam por mim e pela pessoa que sou. Amo minha família inteira de todo o coração – eles são incríveis! Meu maior apoio vem da minha mãe e eu nem consigo escrever em palavras como isso é incrível”, ressaltou ao Bored Panda

@conjlk

@conjlk

Assumir como parte da comunidade LGBTQ + pode ser muito difícil para algumas pessoas. Portanto, Connor dá conselhos às pessoas que podem estar lutando para descobrir ou assumir sua identidade de gênero.

@conjlk

@conjlk

Connor mencionou que ele é inspirado principalmente pelo ex-membro da famosa banda One Direction, Harry Styles, que é conhecido por ser um ícone da moda não-binária, usando saias e calças, independentemente de seu gênero.

Keaney também disse ser amigo do ambiente no que diz respeito ao seu estilo. “Além da roupa íntima e outras coisinhas de trabalho, 80% do meu guarda-roupa é reciclado. Tento ficar longe de empresas de fast fashion e usar apenas lojas de caridade, bazares vintage e lojas de troca”.

@conjlk

@conjlk

Keaney não só usa vestidos, saias e quaisquer outras roupas e acessórios que possam ser considerados “femininos”, mas também encontrou uma maneira de se expressar na arte da maquiagem também.

A maior parte do guarda-roupa de Connor vem de brechós, e parece que ele tem um olho muito bom para encontrar joias escondidas, então quem está pensando em fazer compras em segunda mão, não se preocupem, Connor tem algumas dicas para compartilhar.

@conjlk

@conjlk

“Quando se trata de encontrar essas pérolas em uma loja de caridade, sugiro verificar cada canto. Eu procuro cada arara e cada prateleira até encontrar algo incrível. Outra coisa é que se você vir algo de que goste, COMPRE! Acredite em mim, se você deixá-lo e voltar para buscá-lo, geralmente ele se foi e é horrível. Qual o pior que pode acontecer? Você compra, não gosta e apenas devolve para a instituição de caridade? Ainda significa que você está reciclando roupas!”.

Ele espera que sua maneira de se expressar possa ajudar outras pessoas que lutam com sua identidade e inseguranças também.

Publicidade

Fotos: @conjlk


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Olimpíadas: Douglas Souza vira influencer e quem ganha é a comunidade LGBTQIA+