Debate

Membro da banda Alabama Shakes é preso acusado de abuso infantil

Yuri Ferreira - 29/03/2021

O baterista da banda Alabama Shakes foi preso acusado de abuso infantil. Steven William Johnson, de 35 anos, já havia sido detido anteriormente por agressão contra sua ex-mulher. Agora, enfrenta acusações de ter cometido “tortura dolosa, abuso doloso, e cruelmente espancar e maltratar um menor de 18 anos.”

– Marilyn Manson: acusação de abuso sexual e arma contra cabeça de estilista. O que se sabe sobre o caso

Steven William Johnson é um dos fundadores da banda Alabama Shakes; além de condenado por violência contra a mulher, agora enfrenta acusações de abuso infantil

Steven William Johnson foi detido em março de 2020 após violar uma medida protetiva de sua esposa. Segundo notícias da época, ele teria enforcado e agredido a ex. o músico foi condenado a dois anos de condicional.

– Nego do Borel é alvo de busca e apreensão em sua casa no RJ

Agora, as notícias são escassas. Além do mugshot (essa foto aí na capa da matéria, feita na delegacia), não se sabe muito sobre o caso. Apenas que ele foi detido no condado de Limestone, Alabama e sua fiança está fixada em US$ 21,5 mil dólares.

Show do Alabama Shakes no Brasil em 2016, no Lollapalooza; banda fez história com dois discos, mas entrou em hiato em 2018

Steven William Johnson vai a julgamento pela Limestone County Grand Jury no próximo dia 7 de abril. Caso condenado pelo crime, considerado um Crime Violento Tipo 3 (Class C Felony), o baterista do Alabama Shakes pode receber uma pena entre um e 10 anos de cadeia.

– Dia Mundial do Rock: 8 guitarristas mulheres que abalam novas e antigas estruturas

O Alabama Shakes – que está em hiato desde 2018 – não se pronunciou sobre o caso e não emitiu nota, mesmo com a procura de diversos jornais. Brittany Howard, estrela do projeto que acabou seguindo carreira solo, também não se falou sobre a situação envolvendo seu ex-baterista.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.


X
Próxima notícia Hypeness:
Covid: deputados riem após primeiro-ministro citar crença do Brasil em cloroquina