Arte

Mulheres que fazem o cinema acontecer por trás das câmeras

08 • 03 • 2021 às 11:12 Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de tendências, arte e conexões no Brasil e no mundo. Especializada em jornalismo cultural, já passou pela Revista Bravo! e pelo Itaú Cultural até chegar ao Catraca Livre, onde foi responsável pelo conteúdo em agenda cultural de mais de 8 capitais brasileiras por 6 anos. Roteirizou vídeo cases para Rock In Rio Academy, HSM e Quero Passagem, neste último atuando ainda como produtora e apresentadora em guias turísticos. Há quase 3 anos dá luz às tendências e narrativas culturais feministas e rompedoras de fronteiras no Hypeness. Trabalha em formatos multimídia fazendo cobertura de festivais, como SXSW, Parada do Orgulho LGBT de SP, Rock In Rio e LoollaPalooza, além de produzir roteiros, reportagens e vídeos.

Que as mulheres são gigantes na frente das câmeras nós já sabemos. Basta lembrar de Fernanda Montenegro, Viola Davis, entre muitas outras que nos encantam nas telas. Mas o protagonismo da mulher dentro da 7ª arte não para por aí.

Direção, produção, roteiro e trilha sonora. Elas estão por toda parte movimentando essa indústria ao redor do mundo.

A história de Alice Guy-Blaché é uma das provas disso. Ela, que foi a primeira mulher diretora, produtora, roteirista e diretora de estúdio da história do cinema e da ficção, terá sua devida homenagem neste mês da mulher.

A estreia do documentário ‘Alice Guy-Blaché: A História Não Contada Da Primeira Cineasta Do Mundo’ (‘Be Natural: The Untold Story Of Alice Guy-Blaché’) acontece no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, no hub de cinema Telecine. Vale lembrar que novos assinantes ganham os primeiros 30 dias de acesso ao serviço de streaming.

Outro destaque poderoso, agora dentro do cinema de ação, é a Kathryn Bigelow.

A cineasta norte-americana se tornou a primeira mulher a ganhar um Óscar de melhor direção por “Estado de Guerra” (The Hurt Locker). O prêmio também era disputado por ‘Avatar‘ de James Cameron, ex-marido de Kathryn.

Vale ainda assistir ao documentário ‘Varda por Agnès’, último filme e uma declaração de amor ao cinema feito pela referência feminista da Nouvelle Vague, a diretora Agnès Varda. Ela foi uma das primeiras cineastas a filmar com câmeras digitais, dirigiu mais de 20 longas-metragens.

Dentro do gênero drama, o destaque vai para a diretora, produtora e autora queniana Wanuri Kahiu.

Ela recebeu vários prêmios e indicações pelos filmes que dirigiu, incluindo de Melhor Diretora, Melhor Roteiro e Melhor Filme no Africa Movie Academy Awards em 2009 por seu dramático longa-metragem ‘From a Whisper‘. No Telecine está em cartaz o maravilhoso Rafiki‘.

Quer conhecer outras mulheres que brilham por trás das câmeras? Acesse a seleção ‘Mulheres que Fazem Cinema’, dentro do hub da Telecine, e se encante dentro de todos os gêneros do cinema. Vale lembrar que novos assinantes ganham os primeiros 30 dias de acesso ao serviço de streaming.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness