Debate

Navio de 400 m teria entalado no Canal de Suez por causa do vento; 150 embarcações estão na fila

25 • 03 • 2021 às 17:12
Atualizada em 29 • 03 • 2021 às 10:19
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista social. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.

Uma das histórias mais bizarras desse já bizarro 2021: um navio de 400 metros de comprimento ficou entalado no Canal de Suez, no Egito, e isso está causando um dos maiores gargalos logísticos da história moderna.

A embarcação gigante acabou travando a principal passagem de navios do mundo e o acidente está dominando as manchetes dos jornais ao redor do planeta Terra.

– Banksy financia navio que resgatou ao menos 200 refugiados 

Navio da Evergreen trava ponto mais importante da logística no mundo e pode causar perdas inestimáveis de produtos

Caos no centro nervoso do planeta

O navio Ever Given, da gigante de logística Evergreen, acabou errando uma manobra por causa de uma tempestade de vento e areia no canal. O barquinho’ tem a altura da Empire State Building e pesa cerca de 200 mil toneladas.

– Navio naufragado mais antigo do mundo é descoberto no Mar Negro 

O grande problema que dificulta a retirada do navio é que uma parte da proa da embarcação ficou presa por debaixo da areia que circunda o canal. Retroescavadeiras foram acionadas para fazer a retirada do material da proa, mas não se sabe quanto tempo o procedimento irá durar.

cerca de 150 navios aguardando a saída do Ever Given do caminho, mas o impacto desse encalhamento é muito maior do que apenas a entrada do Canal de Suez. Há congestionamentos no Golfo Pérsico e no Estreito de Ormuz, principais rotas do petróleo que sai do Oriente Médio para Europa e EUA.

– Como este antigo navio pode transformar a vida de pessoas em situação de rua 

Isso porque o Canal de Suez é a rota mais rápida entre a Ásia e o Oriente Médio e a Europa com os EUA e por ele passam cerca de 12% do comércio global.

O caminho alternativo para a rota seria cruzar o Cabo da Boa Esperança, contornando todo o continente africano, o que aumentaria o tempo estimado das viagens em duas semanas. Pelo jeito, o melhor é aguardar.

Publicidade












Fotos: © Getty Images






Canais Especiais Hypeness