Arte

Obra de arte digital faz história e é leiloada por R$ 382 milhões

Yuri Ferreira - 17/03/2021

Um leilão de arte promovido pela empresa de leilões Christie’s bateu o recorde de valor de uma obra de arte 100% digital: uma colagem do artista Beeple foi vendida por US$ 69 milhões (R$ 382 milhões, na cotação atual) através de uma tecnologia chamada NFT (non-fungible token).

– Por que este gif foi vendido por meio milhão de dólares

Colagem bate recorde de valor para arte 100% digital e pode revelar a bolha em que o mundo dos NFTs criou; tecnologia mostra como blockchain pode invadir a nossa vida e transformar a lógica de propriedade intelectual na internet

‘Everydays’, colagem .jpeg de 319 gigabytes, chegou ao seu valor final após um leilão online que durou cerca de duas semanas.

Beeples comemorou no Twitter:

O que é NFT?

A tecnologia NFT tem sido uma nova forma de investimento de milhares de pessoas ao redor do mundo. Através da tecnologia dos Tokens Não-Fungíves (uma espécie de título de propriedade de um arquivo digital), a compra e venda de propriedade digitais explodiu em 2021 e chegou em seu pico agora.

– Pintora tem obra mais cara da história vendida em leilão ofuscada por Bansky

A tática se tornou tão agressiva que, recentemente, artistas tem denunciado empresas que tokenizam suas obras sem autorização. Depois, as propriedades intelectuais são transferidas entre pessoas por um sistema similar ao blockchain utilizado pelo Bitcoin, que garante que os arquivos não sejam replicados por terceiros.

A banda Kings of Leon anunciou o lançamento de seu último álbum ‘When You See Your Self’ através dessa tecnologia e confirmou que obteve um lucro de US$ 2 milhões graças a um sistema de NFT público. Grimes também tem utilizado as NFTs e embolsou US$ 6 milhões após vender algumas peças de arte digital. Recentemente, o fundador do Twitter, Jack Dorsey, colocou seu primeiro tweet à venda por US$ 1 milhão.

Grimes também passou a vender suas obras de arte digital através de tecnologia blockchain

“A arte digital tem uma história que remonta à década de 1960. Mas a facilidade de duplicação tornou quase impossível atribuir procedência e valor ao meio”, explica a empresa Christie’s em seu site. Agora, através do código, o produto “será entregue diretamente pelo Beeple ao comprador, acompanhado por um NFT exclusivo e criptografado”.

– Serra Leoa vai ser o primeiro país a usar blockchain nas eleições

Segundo Andy Aditya, especialista no mercado de bitcoin e empresário tailandês, o sistema de NFT é uma forma de mostrar os poderes da tecnologia blockchain. “Assim como o bitcoin mudou o mundo ao mostrar que poderia ser um padrão monetário aberto, NFTs podem mudar o mundo ao mostrar que pode haver novos padrões na forma como assinamos itens digitais”, afirma.

A loucura pelo NFT, entretanto, tem cara, cor, jeito e cheiro de uma bolha de mercado. Com os investimentos em tokens aleatórios chegando a altos valores, é difícil entender o quanto esse mercado ainda pode durar e o quanto ele vai continuar rentável nos próximos anos. Mas o fato é: essa tecnologia pode mudar drasticamente a replicação de informação na internet; memes podem se tornar propriedades e uma nova lógica de propriedade intelectual pode acabar mudando toda a nossa relação com o conteúdo na era digital.

Publicidade

Fotos: Divulgação/Christie's


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.