Debate

Pandemia aumenta busca por maconha medicinal para conter ansiedade

Redação Hypeness - 24/03/2021 | Atualizada em - 30/03/2021

Se a maconha medicinal já mostrava resultados eficientes para diversas enfermidades, a pandemia de covid-19, somada à crise econômica e ao isolamento social mostraram que ela pode ter outros benefícios. A cannabis medicinal aparece como uma grande aliada no controle de  transtornos psicológicos, como ansiedade e distúrbio do sono.

Desde 2015, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite a importação de remédios à base de canabidioides contidos na erva, como o CBD. O número de pacientes cadastrados na agência saltou de 10862 em 2019 para 26885 em 2020, dos quais 10.695 se concentram em São Paulo.

Maconha medicinal

Maconha medicinal traz benefícios e alívio a pacientes com diversas enfermidades

No ano passado, surgiu outra novidade: a possibilidade de comprar os derivados da planta diretamente nas farmácias.

O fato também chamou a atenção do Centro de Excelência Canabinoide (CEC), um dos primeiros empreendimentos da área de cannabis medicinal do Brasil. De acordo com os registros do serviço de atendimento ao cliente do CEC, a procura pelo uso medicinal da cannabis para quadros de ansiedade e insônia, aumentou bastante na pandemia.

Antes da pandemia, a busca pelo tratamento para essas patologias, ocupava sempre o quinto ou sexto lugar da lista das 10 doenças mais buscadas pelo serviço. Hoje perde apenas para dores crônicas.

Outro dado relevante é que dos 10 atendimentos realizados no dia, pelo menos a metade são de casos relacionados a transtornos psicológicos, como ansiedade e insônia.

Vantagens da cannabis

Evidências mostram que o CBD pode ter uma interação positiva com receptores de serotonina, sendo muito promissor no tratamento de ansiedade e distúrbios do sono. De acordo com estudos, a substância está sendo considerado um medicamento de ação rápida – e com menos efeitos colaterais do que os remédios tradicionais.

O CBD pode ser administrado em forma de óleo

O CBD pode ser administrado em forma de óleo

Isso acontece porque o CBD atua no sistema endocanabinoide, responsável por manter a homeostase do organismo, ou seja, atua no equilíbrio do corpo, para que este desempenhe suas funções corretamente.

Além disso, há também estudos que mostram que o CBD é capaz de induzir alterações neuroplásticas no córtex pré-frontal e no hipocampo (estruturas envolvidas no desenvolvimento de transtornos psicológicos) e, assim, demonstram mais uma vez seu potencial terapêutico.

O retrocesso e a pedra no caminho

Infelizmente, a regulamentação para comercialização de medicamentos nas farmácias brasileiras não ajudou no acesso. Apenas um produto foi registrado, com custo bastante alto para os padrões brasileiros.

Além disso, as aprovações bastante restritas da Anvisa beneficiariam mais as grandes farmacêuticas do que as famílias com necessidade de tratamento.

A capacitação dos médicos ainda também é uma barreira. O Brasil possui cerca de 500 mil médicos clinicando, mas, no mesmo período de 2015 a 2018, o número de profissionais que prescrevem medicamentos à base de cannabis passou de 321 para 911.

Embora o aumento seja expressivo, o percentual chega a apenas 0,2%. Ainda existe muito preconceito e tabus com a planta como um todo, o que atrapalha no desenvolvimento de pesquisa e de interesse por parte de profissionais conservadores.

Com menos preconceito e mais pesquisas, o Brasil não ficará atrás de todos os países avançados, que hoje já investem na maconha

Assim, a falta de ambiente mais favorável e aberto gera custos impeditivos para o tratamento devido à necessidade de importação dos medicamentos. Além disso, aumenta os riscos por conta da busca de produtos no mercado informal.

Já o afastamento da classe médica por incertezas sobre substâncias, limitam o acesso e o entendimento na delimitação de dosagens e legalidade da prática. O mesmo se reflete nas poucas pesquisas científicas sobre o tema no Brasil – enquanto o mundo se antecipa, ficamos para trás.

O que fazer para melhorar esse quadro?

O primeiro passo é investir na conscientização da sociedade sobre os benefícios do tratamento com cannabis medicinal para a melhoria dos sintomas em diversas doenças, inclusive transtornos psicológicos, quebrando preconceitos e esclarecendo possibilidades.

Abrir a possibilidade do cultivo da planta no Brasil para estimular a produção nacional de medicamentos, com redução nos custos. Assim, haveria um estímulo ao tratamento e à pesquisa.

A capacitação dos profissionais da saúde para entender os benefícios do medicamento e as possíveis aplicações romperia anos perdidos de conhecimento.

Para ajudar pessoas que estão sofrendo com transtornos psicológicos na pandemia, o Centro de Excelência Canabinoide está lançando um programa de atendimento voltado ao tratamento de patologias relacionadas a ansiedade e distúrbio do sono.

O atendimento será feito via telemedicina e com custo reduzido. A medida foi tomada com o intuito de contribuir para a melhora da qualidade de vida das pessoas e para proporcionar o bem-estar por meio do uso da cannabis medicinal.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.