Gastronomia

Tomate: 6 receitas com a fruta mais popular do planeta

Yuri Ferreira - 30/03/2021

tomate está sempre na nossa mesa; às vezes, sequer percebemos, mas boa parte das nossas refeições contam com essa fruta super-popular. Ao redor do mundo, também é assim: em todos os continentes, tem um pratinho com a nosso querido pomodoro. Resolvemos selecionar 6 receitas com tomate – uma de cada canto do planeta – para você fazer aí na sua casa.

Dos drinks até a nossa querida moqueca, o tomate é um alimento bastante versátil, podendo ser utilizado em bebidas, doces e, claro, pratos salgados. O seu agridoce ácido e ao mesmo tempo sutil combina com praticamente todas as comidas que temos notícias e sua versatilidade é também um dos motivos de seu sucesso global.

– Aprender a cozinhar: 7 livros que podem te ajudar

Bloody Mary – drink com tomate

Refrescante e pouco ortodoxo: Bloody Mary pode causar estranhamento logo de primeira, mas se mostra uma boa pedida para momentos calientes

O Bloody Mary é um drink salgado e picante para aquecer suas noites e dar uma refrescada. Dá uma olhada na receita:

– 4 receitas práticas, refrescantes e nada enjoativas de drinks pra fazer em casa

Ingredientes Bloody Mary

  • 1 dose de vodka
  • sumo de 1 limão
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • splash de molho de pimenta vermelha
  • splash de molho inglês
  • gelo a gosto
  • suco de tomate gelado (tem que ser suco, viu?)

Modo de preparo – Bloody Mary

Pegue um copo alto e coloque o suco de limão, a dose de vodca, uma colherinha de molho de pimenta vermelha e o inglês, o sal e o gelo. Misture bastante até ficar tudo homogêneo. Depois, vá adicionando o suco de tomate até o copo encher. Coloque pimenta do reino e prove se está bom de sal. Se quiser, enfeite com um salsão (eu, particularmente, não sou muito fã). Mexa bem e aproveite!

Shakshuka – receita do Oriente Médio

A Shakshuka tem origem disputada entre os países do oriente médio e tem a mistura inusitada de ovo ensopado e tomate

A Shakshuka é uma das receitas tradicionais de toda a região que vai do Irã até Israel. Muitos países afirmam que o prato é originário de seu povo, mas não se sabe a origem certa desse saboroso prato.

– Com só 4 ingredientes, esse molho de tomate é considerado um dos mais saborosos do mundo

Ingredientes Shakshuka

  • 4 ovos.
  • 1 1/2 de tomates pelados picados
  • 1 cebola picadinha
  • 1 pimentão vermelho grande picado
  • 3 dentes de alho picadinhos
  • sal, cominho e pimenta do reino a gosto.
  • coentro a gosto também (eu amo)!

Modo de preparo – Shakshuka

Vamos lá: aqueça uma panela – preferencialmente uma frigideira – e coloque azeite. Refogue a cebola, os dentes de alho e o pimentão no azeite até que dourem, mas não deixe que queime – é só pra sair aquele caldinho. Depois adicione os tomates pelados para refogar no meio da brincadeira. Deixe em fogo baixo para que eles cozinhem bastante e se dissolvam um pouco. Salgue, claro e pode colocar a pimenta do reino e o cominho.

Após cozinhar bem os tomates, abra quatro cavidades no meio dessa maravilha. Coloque os ovos nesses buracos no meio do molho e deixe que eles cozinhem em fogo baixo por uns cinco minutinhos com a tampa aberta. Depois feche a panela e deixe mais três minutos com a tampa. A ideia é que as claras fiquem bem cozidas e temperadas pelo tomate e as gemas continuem moles. Se você gosta do amarelinho do ovo mais cozidinho, é só jogar a frigideira no forno rapidinho, por uns 10 minutos. Depois é só jogar o coentro para dar aquele cheiro e comer com pãozinho.

Se o nome Xacxuca/Shakshuka não te apetece, é só llamar de Huevos Rancheros, como dicen en Mexico.

Pan con tomate – a entrada perfeita

O pan con tomate é um patrimônio do café da manhã da Catalunia

O pan con tomate não exige grande esforços de tradução para quem é bom entendedor: pão com tomate. Mas o segredo está na confecção desse maravilhoso prato, que é café da manhã na Catalunha, mas pode ser uma boa pedida de entrada ou aperitivo nas nossas refeições.

Ingredientes Pan con tomate

  • 1 pão francês
  • 2 tomates maduros
  • 2 dentes de alho
  • azeite a gosto
  • sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo – Pan con tomate

Para fazer um bom pan con tomate, não tem muito segredo: é pão, tomate e alho, como você quiser. Mas como somos PURISTAS, vamos pegar do jeitinho que se faz na Catalunha. Você, nosso cozinheiro amador profissional, vai ralar o tomate COM CASCA no ralador. Fronc, fronc, fronc. Después é hora de pegar seus dois dentes de alho e chablau, rala também. Joga um azeitinho pra essa pastinha ficar ficar mais homogênea e aí é só passar no pão. Ah é, não esquece do sal e da pimenta.

O pão pode ser o que você tiver, não precisa ser francês não. Fica bom na torrada, na baguete, no pão de forma, mas se você tiver um pãozinho italiano… segura! Dá uma olhada na próxima receita.

Pappa al pomodoro – italiano pouco usual

Pappa al pomodoro é o prato italiano que você provavelmente nunca fez

O Pappa al pomodoro seria chamado por qualquer pessoa desconhecedora da culinária italiana de GOROROBÃO. Mas não é:

Ingredientes Pappa al pomodoro

  • 300g de pão italiano (o mais durão possível, aquele que já ia pro lixo – mas não vai não!)
  • 30g de manjericão (fresco, se possível)
  • Duas latas de tomate pelado
  • Pontinha de colher de açúcar
  • Azeite de oliva
  • Três dentes de alho e meia cebola
  • Sal a gosto
  • Pimenta calabresa a gosto
  • Queijo parmesão

Modo de preparo –  Pappa al pomodoro

A primeira coisa que você faz é dar uma olhada no estilo do pão. Se ele tiver duro demais mesmo, de um jeito que não dê pra cortar, dá uma molhadinha nele em água e passa a faca. Aí você pega e descasca o pão; isso mesmo, tira as cascas e fica só no miolo. Corta o miolo em cubinhos e reserva.

Pega uma pena relativamente grande e joga azeite. Refoga a cebola. Depois joga o alho. Dourou bacana? Joga o tomate pelado. Deixa refogar bastante, até a fruta derreter e virar um… molho de tomate. Joga a pimenta calabresa, o sal e o açúcar e mexe bastante pra incorporar bem o tempero. Deixa dar uma fervidinha e…

– Segura a emoção: vai abrir um parque temático de comida na Itália

Hora do show! Vá jogando os pães nesse molho, joga um pouquinho do manjericão fresquinho e começa a mexer esse negócio lentamente: vá quebrando o pão, enquanto esse molho incrível ferve. Dá uma olhada pra ver se tá bom de sal. Mexa o negócio até virar quase um mingau de tomate e pão.

Na hora de empratar e colocar pra família comer, só jogar um queijinho parmesão e o resto do manjericão por cima, pra dar aquele cheirinho bacana. Aí é só mandar pra dentro.

Ratatouille – a receita do filme

Ratatouille é um prato vegano famoso pelo filme, mas é simples e pode ser feito na sua casa

Não, meu chapa, Ratatouille não é carne de rato. O prato francês famoso é uma combinação de legumes no forno que, na moral, dão o que falar. Tá aí a prova de que não precisa de carne pra m prato principal ser sensacional.

– Ratatouille da vida real: conheça o hamster cozinheiro que está fazendo sucesso na internet

Ingredientes Ratatouille

  • 2 abobrinhas
  • 2 berinjelas
  • 2 cebolas
  • 3 tomates
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão amarelo
  • 1 pimentão vermelho
  • azeite, sal, alecrim, manjericão, pimenta, alho, louro, salsinha… tudo a gosto
  • molho de tomate para cobrir o fundo da forma

Modo de preparo –  Ratatouille

Amigo, é o seguinte: essa aqui é mamão com açúcar. Você vai pegar esse monte de abobrinha, berinjela, e pimentão e fatiar bem fininho. Tire as sementes do pimentão por uma questão de educação. Aí você pega seu molho de tomate e despeja numa forma. Depois é só montar: intercale os legumes pra eles ficarem que nem o da foto aí em cima.

Aí a diquinha de ouro pra fazer esse tempero: pega uma panelinha e joga seu alho (picado? amassado? do jeito que quiser, vai!) pimenta, sal, louro e o que mais você for usar de tempero seco. Pega esse óleo e despeja por cima dos seus legumes. Depois jogue as ervas frescar (alecrim e manjericão).

E então é só mandar pro forno, sem segredo: 180ºC por 40 minutos até ele ficar com essa alto contraste: fundo vermelho, legumes tostadinhos por cima e aí, meu caro amigo, é só jogar aquela salsinha em cima para dar uma cor. Prontinho!

Moqueca – pra fechar, Brasil

A moqueca é a cara do Brasil e leva tomate para ensopar esse sabor incrível

A gente resolveu deixar pro final a receita que claramente a mais difícil. A gente vai postergando um pouco, mas vamos lá. A moqueca não tem como ingrediente base o tomate, mas é esse companheiro aqui que vai dar todo o tom do molho desse ensopado capixaba, ok?

Ingredientes Moqueca de Cação

  • 6 postas de cação
  • Suco de 2 limões
  • Sal e molho de pimenta vermelha a gosto
  • Azeite de oliva
  • 1 cebola picadinha
  • 3 dentes de alho picadinho
  • 1 pimentão verde picadinho
  • 1 pimentão amarelo picadinho
  • 3 tomates pelados em cubo.
  • 200 ml de leite de côco
  • Duas colheres de coentro picado
  • Duas colheres de cheiro-verde picado

Modo de preparo –  Moqueca de Cação

Essa aqui é uma receita que demora umas horinhas. Se eu fosse você, acordava bem cedinho e logo depois do café da manhã já deixava as postas do seu cação marinando em um potão com bastante azeite, alho, limão, sal e pimenta do reino.

Passadas umas horas, você vai pegar aquela panelona maneira de ferro ou de barro (se não tiver está bom, a gente perdoa/também não tenho/vai dar tudo certo!) e esquentá-la. Joga aquele alhinho, aquela cebolinha e doura bastante. Aí você pega e joga metade dos tomates picados ali com a água mesmo para o negócio ir cozinhando e já dar aquele cheirão gostoso. Já pode por sal e pimenta.

– Estes são os hábitos que mais irritam garçons em restaurantes

Ele começou a dar aquela fervidinha básica? Deixa uns cinco minutinhos e já pegue suas postas. Vá colocando elas separadinhas na sua panelona. Joga por cima o resto do tomate que eu tinha falado. Aí você vai falar: nossa, mas a moqueca não é vermelha desse jeito…

Espera. Uns 20, 25 minutinhos, pra deixar esse cação bem ensopadinho, cozinhando gostoso nesse molho de tomate. Dá uma olhada na consistência das postas. Está bacana? Bacana então. Desliga o fogo. Joga o leite de côco, mais azeite, o coentro pra dar aquele cheiro e não mexa com colher: vai destruir o peixe, amigão! Se precisar misturar, mexa a panela inteira.

Depois, é só servir a sua moqueca. Pode trocar o peixe pelo de sua preferência, mas é melhor que ele esteja em postas e seja do mar, viu? Se quiser jogar um camarãozinho também fica show.

 

Publicidade


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.


X
Próxima notícia Hypeness:
Batata: encantos do alimento símbolo da América do Sul