Ciência

Antártida vive drama com geleira próxima de ponto irreversível de degelo

Yuri Ferreira - 06/04/2021

Em 2012, a NASA descobriu uma grande falha na geleira de Pine Island, na Antártida. Estudos recentes mostram que o derretimento dessa monstruosa quantidade de gelo pode chegar em um ponto irreversível.

Caso mais um efeito da emergência climática se confirme, é esperado que o nível do mar suba metros. Com informações da revista Galileu.

– Antártida: geleira está se tornando o cânion mais profundo do mundo e isso é péssimo

Falha registrada por satélites na região de Pine Island, na Antártida

Aumento no nível dos oceanos

O estudo da Universidade de Northumbria, na Inglaterra, mostrou que o degelo na Pine Island está chegando em níveis preocupantes. A Pine Island é responsável, junto do glaciar Thwaites, por cerca de 10% do aumento dos níveis dos oceanos anualmente.

– Iceberg de 315 bilhões de toneladas, o maior em 50 anos, se desprende da Antártida 

Com o aquecimento médio da temperatura dos oceanos em 1,2ºC, o degelo chegaria ao ponto irreversível facilmente. A causa é clara: a mudança climática provocada pela ação humana no planeta. O estudo utilizou uma série de modelos matemáticos e algoritmos para chegar à conclusão terrível.

“O potencial que essa região tem de cruzar um ponto irreversível já tinha sido levantado no passado, mas o nosso trabalho é o primeiro a confirmar que a geleira de Pine Island pode, de fato, ultrapassar esse limite”, afirma Sebastian Rosier, autor principal do estudo publicado na The Cryosphere.

Os dados apontam que o cuidado com o meio ambiente deve ser levado à máxima urgência. Caso contrário, enfrentaremos um péssimo futuro. Vale lembrar que diversos países insulares no Pacífico Sul, como Vanuatu e as Ilhas Salomão, já estão com risco de desaparecimento por conta do aumento dos níveis do oceano.

– Icebergs se partindo e planetas ‘falando’… Vídeo compila os sons do universo

“Estou animado por finalmente termos respostas mais concretas, mas as descobertas do estudo também me preocupam. Se a geleira entrar em derretimento irreversível e instável, o impacto no nível do mar será de metros e, uma vez que o recuo começar, pode ser impossível pará-lo”, alerta o pesquisador Hilmar Gudmundsson à revista Galileu.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.


X
Próxima notícia Hypeness:
Imagens da erupção de vulcão na Islândia são transformadas em um incrível curta