Debate

‘BBB’: Babu Santana prova ser o maior participante da história do reality show

Redação Hypeness - 07/04/2021

O principal debate circundando o Big Brother Brasil 2021 nessa semana foi o episódio de racismo envolvendo o já ex-BBB Rodolffo e João. Rodolffo fez um comentário racista quanto ao cabelo de João e isso ganhou os debates sobre racismo na internet. E Babu Santana não correu da discussão. O ator, que participou do reality no ano de 2020, criticou Rodolffo, relembrou sua história e mostrou porque sua participação no BBB foi tão crucial.

– Babu Santana desabafa no BBB sobre falta de chances por racismo no meio artístico 

A coroa do Rei: mesmo em 4º lugar, Babu deixou importante legado para o reality show

Em 2020, quem acompanhou o Big Brother Brasil pode ver um homem negro solitário sendo perseguido por  uma casa inteira. Não, não era Lucas Penteado. Babu Santana bateu recorde: foi o único participante da história do BBB a ir para dez paredões. Foi vítima do racismo silencioso (muitas vezes nem tanto, como quando teve seu cabelo criticado por Ivy). Mas trouxe o debate sobre o racismo estrutural para a mesa em um dos Big Brothers com a maior audiência de todos os tempos.

– ‘BBB’: Thelma e Babu embranquecidos em ensaio reforça debate sobre representatividade 

E é justamente por isso que trazemos esse título. Não podemos desmerecer Jean Wyllys, Clara Averbuck e a própria Thelma do BBB20. Mas Babu jogou na mesa um debate sobre raça no Brasil que tornou possível que o desabafo de João fosse possível no último jogo da discórdia.

Babu comentou o incidente. Afirmou que não deixaria barato. Se diferenciou de Tiago Leifert, que passou um pano enorme para Rodolffo e que também citou Babu como exemplo de luta antirracista. Disse o ator ao Plantão BBB:

“Eu acho que seria expulso da casa. Diferente do João, eu não ia deixar passar batido quando aconteceu. O cara [Rodolffo] se justifica como se ele fosse um recém-nascido, ele ‘não sabia’ disso. Ele é detonado, e quando as pessoas iam falar com ele, um absurdo e de que isso é uma realidade que o João vive, é de que pessoas aqui fora que viram tudo, ainda apoiam um discurso desse, dessa ‘pseudo inocência’.”

 

Isolado e perseguido, Babu quase chegou à final nos braços do povo

Babu foi indicado a dez paredões e sobreviveu de maneira impar no reality, ficando o quarto lugar. O chamado “exército das fadas sensatas” comandou uma operação de guerra para eliminar o único homem negro do reality. Foi frequentemente chamado de monstro, difamado, esculachado e isolado pelos participantes da casa.

Mas a sua coroa não caiu. Ele se manteve forte frente toda a perseguição e debateu de maneira didática as questões do povo preto. Não votou em Thelma Assis, outra mulher negra do BBB, porque acreditava que era importante ver uma preta chegando longe no reality.

Babu foi vítima do racismo estrutural e abriu portas para esse debate em larga escala na televisão brasileira

Na última segunda-feira, o desabafo de João após o péssimo comentário racista de Rodolffo se deve muito ao legado de Babu na casa. O discurso de Tiago Leifert e a tocante fala de Camilla de Lucas na última terça mostram o quão grande foi Alexandre Santana para esse reality.

“Em 2021 não tem desculpa, não é ‘mimimi’. Isso não é piada. Isso não é mais aceitável. O cabelo dele não parece com aquela peruca e não tem que ter comparação com nada. O que mais me assusta é um ser humano não enxergar o que ele estava fazendo e continuar propagando um show de asneira que ele falava. Foi um bom exemplo de racismo estrutural, é o cara nem enxergar que ele está sendo racista”, reiterou Babu. E não tem desculpa.

E lembremos um dos mais importantes momentos de toda a história do BBB, a icônica dança de Babu Santana com seu cigarrinho:

Valeu, Babu!

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Globo


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.