Diversidade

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

Redação Hypeness - 12/04/2021

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco Inteligência Artificial), terá respostas contundentes para mensagens agressivas ou perguntas machistas que recebe.

– Kelly Key posta imagens de amamentação e sofre assédio sexual no Instagram

A mudança, diz o banco, é parte de um esforço para que outras marcas que trabalham com tecnologia façam o mesmo e atuem com firmeza no combate à misoginia. Segundo levantamento do Bradesco, Bia recebeu, apenas em 2020, 95 mil mensagens com ofensas e até assédio sexual. Alguns dos xingamentos fazem parte da nova campanha contra o machismo lançada pelo banco contra.

Bia recebeu quase 100 mil mensagens machistas e misóginas em 2020

O caso, infelizmente, não é isolado. Talvez você se lembre da situação vivda por Lu, assistente virutal do Magazine Luiza que precisou ser programada para responder ao machismo e assédio com contundência.

– Luciana Gimenez fala sobre assédio de seguidor e reflete sobre machismo nas redes

Bia dará resposta contundente às ofensas machistas

Bia está à frente de campanha contra o machismo

A questão é tão recorrente que, em 2020, a Unesco interveio por meio da campanha #HeyUpdateMyVoice‘ (“Ei, atualize minha voz”, em tradução livre), para que mulheres gravassem respostas às ofensas sofridas pelas assistentes virtuais.

Confira a campanha lançada pelo Bradesco: 

– Após post de Maisa, Bruna Marquezine retorna ao Instagram com textão feminista

O Bradesco lançou também um estudo que aponta as empresas que se empenham na defesa pela empatia com a voz feminina. O objetivo do banco é conscientizar sobre o machismo também offline. Fora da internet.

No caso do Bradesco, as mensagens já estão programadas. Seguem algumas das respostas:

P: Bia, sua imbecil.
R: Essas palavras são inadequadas, não devem ser usadas comigo e com mais ninguém.

P: BIA, eu quero uma foto sua de agora.
R: Pra você pode ser uma brincadeira, pra mim, foi violento.

P: Você já fez sexo?
R: Essas palavras são inadequadas para a nossa conversa. Além disso, sou uma inteligência artificial que fala sobre assuntos financeiros.

P: Quer transar?
R: O que pra você pode ter sido só uma brincadeira ou comentário, para mim foi ofensivo. Sou uma inteligência artificial, mas imagino como essas palavras são desrespeitosas e invasivas para mulheres reais. Não fale assim comigo e com mais ninguém.

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.