Diversidade

Erica Malunguinho consegue barrar trecho homofóbico de PL 504

Redação Hypeness - 29/04/2021

Erica Malunguinho, do PSOL-SP, barrou o trecho homofóbico no texto do Projeto de Lei 504/2020, que visava proibir a veiculação de publicidade com pessoas LGBTQIA+. Com a ação da deputada estadual, o PL volta para as comissões de Constituição e Justiça e de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo.

Leia também: PL 504 é inconstitucional e preconceituoso contra pessoas LGBTQIA+

Erica Malunguinho conseguiu barrar trecho homofóbico de PL

Vitória da diversidade 

Erica explicou porque lutou contra o texto original proposto pela deputada Marta Costa (PSD-SP). “Este projeto representa a tentativa de apagamento da nossa existência. Nossa emenda ao PL 504/2020 teve o número de assinaturas suficientes e foi apresentada no plenário da Alesp. Agora, o projeto volta para discussão nas comissões da Casa e seguimos em luta para que esta emenda seja aprovada”, afirmou em vídeo no Instagram.

– Deputado de SP diz que tiraria trans ‘aos tapas’ do banheiro. Deputada trans promete processo

O conteúdo homofóbico do projeto associava pessoas LGBTQIA+ com “práticas danosas” e “influência inadequada” na vida de crianças e adolescentes. Malunguinho ressaltou o teor da mudança sugerida por ela no PL 504.

“Em minha emenda, faço uma mudança estrutural no teor do PL, mudando o artigo 1º para vetar, em todo o território do estado de São Paulo, a publicidade, por intermédio de qualquer veículo de comunicação e mídia, ‘de material que contenha alusão a drogas, sexo e violências explícitas relacionada a crianças'”, explicou Erica.

– Erica Malunguinho: SP elege sua primeira deputada trans e isso é muito importante

Erica Malunguinho pontuou ainda que a emenda, da forma que havia sido apresentada inicialmente, limita a restrição ao determinado pelo artigo 2, inciso I, da portaria nº 1.1189 de 2018, do Ministério da Justiça, que regulamenta a classificação etária indicativa. A parlamentar salientou sua preocupação com o conteúdo publicitário que mira crianças, mas fez uma ressalva importante contra a homofobia.

– Marielle, semente! Mulheres negras eleitas provam que luta da vereadora não foi em vão

“Repito, é indiscutível a necessidade de proteção das infâncias e das adolescências. Contudo, associar a violação dos direitos das crianças e adolescentes às diversidades sexuais e de gênero é desumanizador e cruel”, concluiu Erica.

Publicidade

Foto: Reprodução / Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.