Inspiração

Este cãozinho fugiu de uma fazenda de carne ilegal em Bali e recebeu ajuda para achar um lar

Vitor Paiva - 15/04/2021

A triste história da cadelinha Mo tem um final feliz, mas até alcançá-lo foi uma trajetória de sofrimento e horror, mas também de resiliência e força: vítima do mercado ilegal de carne canina que ainda opera em Bali, na Indonésia, a cadela foi encontrada quase morta em uma sarjeta, faminta e com o focinho amarrado. Seu quadro geral era crônico, mas o maior desafio veterinário foi o efeito da fita que com toda força amarrava seu focinho, cortando a circulação e fazendo com que a carne da frente do seu fuço quase morresse.

A cadela Mo

Mo foi encontrada com o focinho amarrado em uma sarjeta

A cadela Mo

O quadro de fome quase levou a cadela à morte

-Cão machucado entra sozinho em clínica em busca de ajuda; a boa notícia é que ele conseguiu

Acredita-se que Mo tenha fugido da fazenda de carne canina ou do carrinho que sequestra animais para o abate e, após ser encontrada, a cadela precisou entrar imediatamente em cirurgia veterinária de emergência. Seu focinho foi cuidadosamente suturado com enxertos de pele, em um procedimento do qual Mo poderia não ter sobrevivido, tamanha era a gravidade de seu quadro. A reabilitação foi lenta, mas ela não só sobreviveu, como aos poucos foi ganhando peso, ânimo, a circulação sanguínea voltou ao normal, assim como a sensibilidade em seu focinho – e dessa forma sua personalidade e alegria também retornaram.

A cadela Mo

A cirurgia de emergência em Mo foi um sucesso

A cadela Mo

Rapidamente a cadela recuperou a circulação e o peso

-Polícia prende suspeito de comer carne de cachorro e oferecer aos vizinhos como se fosse porco

Aos poucos a personalidade alegre e carinhosa de Mo voltou a florescer – especialmente quando ela ganhou um novo lar: segundo o casal de humanos que agora cuida da cadela, na primeira noite ela dormiu por 10 horas ininterruptas na cama dos dois. Agora ela vive rodeada por seus “irmãozinhos” caninos, com água, comida e amor em uma casa com jardim e muito carinho – e devidamente recuperada do horror que enfrentou, e que foi contado pelo site Bored Panda.

O trabalho da ONG

O final feliz da história de Mo só foi possível por conta do trabalho exemplar da ONG internacional Mission Paws’ible, que resgata, reabilita e salva a vida de animais, encontrando também lares e apoio para os bichanos, sem fins lucrativos em troca – todo dinheiro arrecadado pela ONG é destinado aos animais.

A cadela Mo

Mo com seus novos “pais”

A cadela Mo

A primeira coisa que fez em seu novo lar foi dormir por 10 horas, contam

-O cão ativista Negro Matapacos morreu há três anos, mas continua sendo lembrado no Chile

 “Nós criamos oportunidades reais para animais necessitados através do resgate, a reabilitação, a introdução a um novo lar, educação, ativação, além de apoio médico e financeiro para quem resgatar”, diz o texto no site da instituição.

A cadela Mo

Sua nova casa tem jardim e o carinho dos humanos e de outros cães

A cadela Mo

Apesar da crueldade, a alegria do animal se recuperou

Publicidade

© fotos: divulgação/Bored Panda


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.