Reverb

Instituto Museu Itamar Assumpção abre para preservar a obra e memória do artista

Gabriela Rassy - 19/04/2021 | Atualizada em - 22/04/2021

Itamar Assumpção (1949 – 2003) é considerado um dos principais nomes da música independente e da chamada “Vanguarda Paulista”. Nos últimos anos, sua filha Anelis Assumpção e uma equipe de respeito iniciaram uma série de homenagens à vida e obra do artista. Da opereta “Pretoperitamar — O Caminho que Vai Dar Aqui”, passando pelo Museu Itamar Assumpção – MU.ITA e chegando agora no Instituto.

O musical “Pretoperitamar” celebra o músico – cantor, compositor, escritor, instrumentista, ator, produtor… – em um conto não-linear e pouco convencional. Belíssimo e condizente com sua obra, a peça fez sua estreia em novembro de 2019.

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no Projeto SP, em23/03/88

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no Projeto SP, em 23/03/88

Para seguir reunindo e revisitando o legado de Itamar na música brasileira e mundial, em 20 de novembro de 2020, dia da Consciência Negra, foi inaugurado um museu virtual com sua obra, vida e trajetória. No Museu Itamar Assumpção – MU.ITA também se encontram exposições de longa e curta duração e uma sala dedicada à memória de sua filha Serena Assumpção.

Depois da inauguração do MU.ITA surgiu a necessidade de oficializar uma instituição para regulamentar os interesses centrais que abarcam toda a obra de Itamar e da cultura negra brasileira. Assim, no último dia 15 de abril de 2021, a Organização sem fins lucrativos – Instituto Museu Itamar Assumpção foi oficializada.

A finalidade é preservar a memória da obra, mas também burocrática, para o reconhecimento da instituição e objetivos maiores sejam alcançados, como a promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico; promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais e coleções de valor histórico, artístico, científico, técnico ou de qualquer outra natureza cultural a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento.

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no projeto SP

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no projeto SP

“Um Museu, só pode ser considerado um Museu ao que compete todas as missões pre estabelecidas para o funcionamento e reconhecimento de suas práticas se for uma Instituição com um estatuto e um CNPN que abarque suas razões sociais. Esse passo possibilita que o Museu caminhe em crescimento.”, explica Anelis Assumpção.

Anelis, que é a Diretoria Executiva, e sua mãe, Elizena Brigo de Assumpção, são as Associadas Fundadoras, a produtora Priscila Melo comanda a Diretoria Administrativa e Frederico Teixeira a Diretoria Artística.

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no Projeto SP, em23/03/88

Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé no Projeto SP, em 1988

Fazem parte do Conselho Consultivo do Museu, instância que atuará para aconselhamento da gestão do Museu congregando indivíduos com conhecimento e repertório capazes de emitir orientações aos dirigentes e gestores da entidade. Entre os nomes do conselho estão Alice Ruiz,  Arnaldo Antunes, Gilberto Gil, Liniker, Negro Leo, Patrícia Palumbo, Thalma de Freitas, Carmen Silva, Djamila Ribeiro, Tiganá Santana e Zélia Duncan.

Publicidade

Fotos por Jorge Rosemberg


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.

Especiais


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Lamento de Força Travesti’ celebra a resistência das travestis e do sertão nordestino