Inspiração

150 mil corações desenhados representam vidas perdidas para a Covid-19 neste memorial em Londres

Vitor Paiva - 15/04/2021

Cada um dos 150 mil corações vermelhos que estão sendo desenhados em um muro diante do parlamento inglês, em Londres, são para lembrar as vidas perdidas para a Covid-19 no Reino Unido. A iniciativa partiu de um grupo de familiares das vítimas no país, e segue sendo realizada por voluntários, a fim de tornar o muro um memorial nacional da pandemia – um coração para cada pessoa falecida pela doença, que no país já alcança a marca oficial de 149 mil mortes, a mais elevada de toda a Europa.

Muro memorial para as vítimas de Covid-19 no Reino Unido

Cada coração no muro representa uma vida perdida pela Covid-19 no Reino Unido © Mike Kemp via Getty Images

-Memorial dá rosto e história para vítimas do coronavírus no Brasil

A iniciativa é coordenada pelo Covid-19 Bereaved Families For Justice, o grupo formado pelos familiares de vítimas que busca “responsabilizar o governo pelos erros cometidos, e prevenir novas perdas desnecessárias”, e cobre atualmente cerca de 500 metros do muro, localizado entre as pontes de Westminster e Lambeth, diante do rio Tâmisa e em frente ao parlamento. Os desenhos começaram a ser feitos algumas semanas atrás por Matt Fowler, que perdeu o pai para a doença, e que realizou os primeiros 15 mil corações.

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

Os primeiros 15 mil corações foram feitos por uma só pessoa © Vuk Valcic via Getty Images

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

O memorial é uma iniciativa de um grupo de familiares das vítimas da doença no país © Vuk Valcic via Getty Images

-EUA vão pagar R$ 2 milhões pelo melhor design de máscara contra covid-19

Os organizadores agora trabalham não somente para completar o memorial e homenagear cada uma das 150 mil vítimas inglesas, mas também pela oficialização e preservação do monumento – para garantir que se torne um memorial permanente na paisagem londrina. “Quando você vê todos os corações e o que cada um representa, é absolutamente assustador” comentou Fowler em matéria do site Colossal. No muro, os corações vermelhos são costumeiramente acompanhados por mensagens de esperança e saudade, assim como por muitos nomes e declarações de amor.

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

Muitos corações são acompanhados por mensagens às vítimas © Mike Kemp via Getty Images

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

Os voluntários estão constantemente desenhando no muro © Richard Baker via Getty Images

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

“Muro memorial nacional do Covid”, diz a placa, em tradução livre © Dave Rushen via Getty Images

-Artista expõe o desrespeito de selfies tiradas por turistas no Memorial do Holocausto

A grande adesão voluntária vem sendo compreendida como uma resposta popular ao fato de o governo inglês não ter ainda realizado nenhum memorial oficial público sobre o impacto da Covid-19 e pelos mortos no país. O primeiro-ministro Boris Johnson, inicialmente negacionista da pandemia, se adoeceu gravemente no ano passado pela Covid-19, e mudou sua posição.

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

A mortalidade no Reino Unido é a mais alta de toda a Europa © Vuk Valcic via Getty Images

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

O muro tem cerca de 500 metros diante do parlamento inglês © Mike Kemp via Getty Images

-Serrana aposta em vacinação em massa e apresenta queda em casos graves de covid-19

“Eu acho que hoje devo realmente apenas repetir que eu sinto demais por toda vida perdida, e, claro, como primeiro-ministro, assumo responsabilidade total por tudo o que governo tem feito”, afirmou o político britânico.

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

Todos são convidados a colocarem seus corações no memorial © Getty Images

Memorial para os mortos pela Covid-19 em Londres

O muro fica entre duas grandes pontes e diante do Rio Tâmisa, que cruza a capital © Dave Rushen via Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Noivos ajudam no parto de bezerro que nasceu no meio de casamento