Criatividade

O dia em que Pelé quebrou o dedo de Stallone numa gravação

Vitor Paiva - 20/04/2021

O ator Sylvester Stallone bem que tentou, mas não conseguiu defender um pênalti batido por ninguém menos que Pelé. A cobrança não aconteceu, é claro, em uma partida de fato, mas sim para realização do filme Fuga para Vitória, de 1981, e custou ao ator um dedo quebrado. A história foi revelada por Stallone alguns anos atrás, mas até hoje ecoa pelo inusitado do ocorrido e do próprio filme, estrelado por ambos e por outras estrelas do futebol de então, e passado no contexto da segunda guerra mundial.

Stallone e Pelé

Stallone e Pelé em cena do filme © reprodução

-Champions LiGay veste Pelé com a camisa 24 contra a homofobia no futebol

Segundo Stallone falou com humor à BBC, esse foi um dos pontos baixos de sua carreira. “Que chute na bunda eu levei! Ainda tenho um dedo quebrado por tentar defender um pênalti batido por Pelé”, contou. “Ele colocou um par de sapatos da segunda Guerra mundial com uma ponta de aço, e a bola era como a de um canhão – duas vezes mais grossa e pesada do que as bolas de futebol de hoje”, lembrou. Segundo o ator, Pelé lhe disse que ia chutar e ele pensou: “É futebol, qual a grande questão? É fácil”.

Michael Caine, Pelé e Stallone

Michael Caine, Pelé e Stallone na festa de lançamento do filme © Getty Images

-Pelé ‘brinca’ com Mbappe no Twitter e o francês o responde da forma mais fofa possível

Mas era bem mais fácil para Pelé do que para Stallone: o ator afirmou que o maior jogador de futebol de todos os tempos bateu o pênalti exatamente onde disse que bateria, mas mesmo assim não foi possível defender a cobrança. “Eu me coloquei ali, mas a bola ainda assim passou por mim antes que eu pudesse me mover. E ele fez de novo, rasgou o fundo da rede e quebrou uma janela do quartel onde estávamos filmando. Eu perguntei: ‘Está brincando comigo?’. Passei a ter um novo tipo de respeito”, relembrou.

O filme conta a história de prisioneiros aliados, detidos em uma prisão nazista durante a segunda guerra – que se juntam para enfrentar o selecionado alemão – mas a partida, vista pelos alemães como oportunidade de afirmação da propaganda nazista, para os aliados se torna uma oportunidade de fuga. O filme foi inspirado indiretamente em uma incrível história real e, além de Pelé e Stallone o filme conta também com os jogadores Bobby Moore, Osvaldo Ardiles e Kazimierz Deyna, além dos atores Michael Caine e Max Von Sydow no elenco.

Pelé no set de filmagem

O filme é inspirada em uma incrível história real © reprodução

-Futebol precisa debater incidência de doenças degenerativas no cérebro

Pele à época havia encerrado sua carreira poucos anos antes, e o período em que jogou no Cosmos, de Nova York, ajudou a torná-lo ainda mais em uma estrela global. Stallone, que era então também um dos maiores nome de Hollywood, não foi de forma alguma o único a não conseguir defender um chute de Pelé: ao longo da mais vitoriosa carreira da história do futebol – que incluiu ser o único jogador a vencer três copas do mundo, desde a triunfal estreia em 1958, passando por 1962 e até o maior de todos os títulos, em 1970 – foram 1283 gols em 1363 partidas, tornando o brasileiro o maior artilheiro do esporte em todos os tempos.

Stallone defendendo um chute

Stallone afirma que até hoje sente o impacto físico do chute de Pelé © reprodução

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
McDonald’s tem loja única com arcos pintados de azul