Arte

‘Oscar’: ‘Minari’ toca na ferida da imigração; protagonista é destaque em ‘The Walking Dead’

Karol Gomes - 23/04/2021

Uma família sul-coreana se muda da cidade grande para o interior dos Estados Unidos. Poderia ser a história de muitos. Pode estar acontecendo novamente enquanto você lê isso. Mas, nessa matéria, estou falando especificamente do roteiro de “Minari – Em busca da felicidade”, que se passa nos anos 80 e acompanha os Yi enquanto tentam manter uma fazenda recém-comprada.

O filme, que estreou no Brasil nesta quinta-feira (22), é do pouco conhecido diretor e roteirista Lee Isaac Chung, que já chegou contudo ao Oscar, concorrendo em seis categorias: Melhor Filme, Ator, Direção, Atriz Coadjuvante, Roteiro Original e Trilha Sonora Original.

– Oscar 2021: por que todo mundo deveria assistir a ‘Meu Pai’, indicado a melhor filme

A história de esperança e perseverança é contada por meio da jornada da família.  Trata-se de um roteiro repleto de simbologia de Chung, que usa a força da água e do fogo, criando a identificação do telespectador com os pontos de vista conflitantes dos personagens, muitas vezes ao mesmo tempo.

O pequeno Alan Kim já é premiado, como melhor ator mirim, pelo Critics Choice Awards

O sonho americano

Na busca do sonho americano, enquanto a esposa (Han Ye-Ri) se frustra com a mudança e briga com o marido (Yeun, indicado como melhor ator), o casal Monica e Jacob levam a avó materna da Coreia do Sul para os Estados Unidos para ajudar a cuidar do netos enquanto os adultos trabalham.

O filho mais novo se torna o ponto central da história por levar novidades e questionamos aos familiares. Mas a avó pouco convencional da família quem quase rouba a cena com sua atuação sutil e poderosa – não à toa, a veterana atriz Youn Yuh-Jung é, merecidamente, a favorita na categoria de melhor atriz coadjuvante. 

– ‘Oscar’: contra-ataque feminista é destaque de ‘Bela Vingança’

Pioneirismo 

Steven Yeun também é favorito para o prêmio de Melhor Ator da Academia, mas, de qualquer maneira,  já faz história no Oscar por ser o primeiro ator asiático indicado nessa categoria. Após encantado como um dos personagens mais queridos da série pós-apocalíptica “The Walking Dead”, Yeun foi capaz de investir em Minari e ajudar Chung a realizar o filme.

– Fernanda Montenegro: a dama do cinema que não precisa do ‘Oscar’ para emocionar o Brasil

Yeun também atuou como produtor de Minari

O longa sul-coreano “Parasita”, que conquistou em 2020 o título de primeiro filme estrangeiro a vencer a categoria principal do Oscar, pode ter aberto caminhos para que “Minari” tivesse tanto espaço na premiação da Academia. Essa conquista, contudo, pode atrapalhar a obra de Chung na categoria principal, pois é considerado quase impossível que dois filmes estrangeiros, no caso dois longas sul-coreanos, sejam premiados consecutivamente. 

– Cidade Implacável: bons motivos para assistir ao filme e aprender sobre racismo

Mas, apesar das opiniões dos chefões de Hollywood – que tende a ser sempre muito parcial -, vale a pena assistir “Minari”. Não só pela necessidade de conhecer narrativas diferentes das norte-americanas, como também pelo talento do elenco majoritariamente suk-coreno – país que tem investido bastante em cinema e cultura.

Assista ao trailer: 

Publicidade

Fotos: Divulgação


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Agenda Hype em casa: Ney Matogrosso, Rashid e Criolina nos destaques da semana