Debate

Príncipe Philip, morto aos 99 anos, nasceu na Grécia e abdicou de título real

Redação Hypeness - 09/04/2021

A família real britânica afirmou em nota que o Philip, Duque de Edimburgo e príncipe consorte do Reino Unido, faleceu nessa sexta-feira (9), aos 99 anos de idade. O marido da rainha Elizabeth II foi o mais longevo consorte do trono britânico – posição dada ao cônjuge de quem ostenta a coroa do reino – e fica marcado como o rei das gafes, mas também pelo seu histórico de declarações de cunho racista.

Popular entre os britânicos, Philip sempre viveu à sombra de Elizabeth. Apesar de suas falas racistas, era bem visto pelos britânicos por ser um fiel esposo leal a sua posição de consorte, além de manter grande companheirismo junto de sua esposa, mais longeva chefe de estado do Reino Unido.

– Meghan revela pensamento suicida e temor de família real por filho com pele escura demais 

Príncipe Philip e Elizabeth II se casaram em 1947

“É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor”, informou a família real britânica através das redes sociais.

– Saíram as fotos do primeiro casamento gay da família real britânica 

Nascido na Grécia e filho de André da Dinamarca, Philip é um desses herdeiros das antigas monarquias europeias. Tinha ascendência dos Romanov – família que  foi executada durante a Revolução Russa de 1917 – e também era neto de Jorge I, rei grego que antecedeu Constantino I.

Em 1947, abandonou os títulos reais que ostentava na Dinamarca e na Grécia, se naturalizou britânico e casou-se com Elizabeth II, que assumiria o trono cinco anos depois.

Philip foi um dos mais longevos membros da corte britânica; ele abandonou atividades reais em 2017, aos 96 anos.

A causa da morte de Philip não foi divulgada, mas ele esteve internado em março desse ano por condições cardiovasculares.

– The Crown ‘é baseada na verdade’, diz Harry que dá ideia de convívio com família real 

O príncipe consorte  coletou, ao longo da vida, falas racistas contra negros, filipinos, escoceses, indígenas australianos, imigrantes indianos na Grã-Bretanha e uma série de outros povos, principalmente em colônias e ex-colônias da Inglaterra.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Traficante membro do cartel de Medellín é preso na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro