Viagem

Restaurante francês promove viagem no tempo direto para a Belle Époque e o final do século 19

Vitor Paiva - 30/04/2021 | Atualizada em - 04/05/2021

O local onde hoje fica o restaurante Beefbar Paris é cenário de uma longa e incrível história, que remonta ao final do século XIX, se esconde dos nazistas e renasce no século XXI feito fosse uma incrível máquina do tempo. Em 1898 o restaurante The Fermette Marbeuf foi fundado no coração da capital francesa, em plena avenida Champs Elysées, como salão de jantar do hotel Langham, devidamente decorado como uma verdadeira joia art nouveau da Belle Époque, com direito a belíssimos painéis pintados pelo então jovem artista Jules Wielhorski – mas que ficaria escondida atrás de paredes por décadas e décadas.

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

O incrível “salão 1900” do Beefbar Paris, onde antes era o The Fermette Marbeuf

-As ilustrações macabras de Harry Clarke são o prelúdio da Art Nouveau

O restaurante viveu sua glória até o início da Segunda Guerra Mundial e, com a ocupação da França pelos nazistas a partir de 1940 o salão foi “escondido” atrás de paredes levantadas para justamente impedir a destruição do local – que assim permaneceu até o início dos anos 1980, quando tais paredes foram enfim derrubadas: o que se revelou foi o impressionante salão devastado pelo tempo. Três anos depois, em 1983, o local seria reconhecido como Patrimônio Histórico de Paris.

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

Imagem do restaurante em momento de seu passado glorioso

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

O salão foi “emparedado” para proteger dos nazistas

-Metrô de Londres: montagem compara estação de Baker Street em 1863 e 2020

Uma grande reforma o faria, porém, finalmente renascer perfeitamente como era no início do século passado e, mais de 120 anos depois de sua primeira inauguração, o local é hoje um cenário digno de um sonho, uma dobra no tempo, um museu onde não somente se olha, mas também se pode sentar e comer – e onde desde 2018 fica o restaurante Beefbar Paris. O espaço é conhecido como “Salão 1900” e recebeu, é claro, novos mobiliários, mas que combinam perfeitamente com a incrível decoração e estilo das paredes e os painéis restaurados.

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

Foto do salão no final dos anos 1980 – depois da primeira reforma © Wikimedia Commons

-Mapa colorido aponta quais os restaurantes mais antigos em cada continente

 O Beefbar é originalmente um restaurante de Mônaco, que hoje possui filiais em oito cidades do mundo, como Hong Kong e Budapeste. Cada um é, segundo os proprietários, um convite não só a um delicioso cardápio, mas também à cultura  local – nenhuma, porém, é mais especial do que a filial francesa: além de apreciar a premiada gastronomia e de estar em um dos restaurantes mais bonitos do mundo, afinal, lá o cliente também viaja no tempo.

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

O Beefbar Paris renovou o mobiliário sem agredir o estilo do salão

O incrível "salão 1900" do Beefbar Paris

O Beefbar Paris é um dos mais belos restaurantes do mundo

 

 

Publicidade

© fotos: Deezen/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.