Debate

Rottweiler é achado morto envenenado dias depois de vizinho reclamar de latidos

por: Redação Hypeness

Cerca de 20 dias após um vizinho reclamar de latidos, o cachorro Bentley apareceu morto por envenenamento em Guarujá, no litoral de São Paulo. De acordo com informações do UOL, a tutora do rottweiler, Luiza Abduch, foi até a delegacia para denunciar e desabafou sobre o caso nas redes sociais. 

Segundo relato de Luiza, em entrevista ao G1, um homem foi até o estabelecimento em que o namorado dela trabalha para reclamar dos latidos. Aconteceu no dia no dia 1º de março e, de acordo com ela, ele dizia morar próximo ao terreno onde os dois deixam seus rottweilers e que os cachorros não deixavam a mãe dele dormir.  

– Homem é preso acusado de maus-tratos a cães que comiam fezes e restos de ração

– Com 18 anos, ele faz próteses gratuitas para cachorros com deficiência

Luiza diz que os latidos não eram de seu rottweiler

– Veterinário se dedica a tratar cachorros que vivem com seus tutores nas ruas

O vizinho teria ficado alterado e chegou a ameaçar. “Resolve isso, ou vou dar meu jeito”, teria dito. De acordo com Luiza, o companheiro tentou explicar que o homem havia confundido os cães, e que os latidos não eram dos dois rottweilers. Bentley ficava junto com o rottweiler do namorado dela, em um terreno próximo ao prédio onde mora no litoral paulista.

– Após vida de maus tratos esta cachorrinha não poderia ter achado uma dona mais dedicada

Algumas semanas depois do episódio, no dia 23 de março, Luiza entrou no terreno e encontrou Bentley morto. Um exame realizado com o veterinário constatou que o animal foi envenenado com chumbinho. Ela encontrou ainda imagens da câmera de monitoramento próxima ao terreno, indicando que o vizinho passou pelo local com uma sacola na mão. Luiza então decidiu denunciar o caso, que foi registrado como ‘ato de abuso a animais’

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) declarou ao G1 que o suspeito já foi ouvido, mas a investigação não progrediu após isso.  A pasta, no entanto, confirmou que o caso foi registrado como ‘ato de abuso a animais’ na Delegacia Sede de Guarujá, no dia 28 de março. 

Publicidade

Foto: Reprodução/Facebook


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Ele conseguiu! Mecânico que recebeu R$ 5 mil em moedas de um centavo troca dinheiro