Ciência

SP negocia compra de vacina contra a covid de Cuba

Yuri Ferreira - 30/04/2021

A Secretária de Relações Internacionais da Prefeitura de São Paulo anunciou que está negociando com o governo cubano a importação de doses da vacina Soberana 02, um dos cinco imunizantes produzido pelo Instituto Finlay de Vacinas, em Havana, Cuba.

– Cuba tem número baixo de mortos por covid-19 e vive expectativa por vacinas desenvolvidas na ilha 

Em uma audiência online da Câmara dos Vereadores, a secretária do governo Bruno Covas (PSDB-SP), Marta Suplicy, afirmou que está adiantando conversas com Cuba e entrando na fila para adquirir a vacina.

Pesquisadores trabalham na vacina contra a covid-19 desenvolvida em Havana, Cuba

“Nós estamos conversando, isso não está muito publicizado ainda, com Cuba, porque nós vimos que Cuba, segundo a OPAS nos informou, a vacina deles sempre foi de excelência, eles foram os primeiros que fizeram a vacina contra hepatite aprovada pela OMS. Eles têm uma vacina, que chama Soberana II, que está na fase 3. Parece ser uma vacina de excelência, mas não está finalizada ainda, entramos na fila”, disse Marta.

– Cuba anuncia vacinação de turistas contra a covid-19 

Segundo o governo cubano, a Soberana 2 produz resposta imune de 80% na segunda dose e que, com um terceiro reforço, a eficácia do imunizante é de praticamente 100%.

Há, atualmente, cinco vacinas em fase de testa em cuba. Soberana 1, 2 e Plus trabalham com uma tecnologia similar. Nas três, a proteína spike do vírus é envolvida na casca de uma bactéria meningocócica desativada, o que produz uma reação do sistema imune.

Além disso, as vacinas Abdala e Mambisa também estão em fase três de testes. Os imunizantes estão sendo testados em Cuba e posteriormente serão aplicados também no Irã. Caso confirmados como seguros e eficazes, a ilha socialista será o primeiro país da América Latina a desenvolver um imunizante contra a covid-19.

– Save the Children indica Cuba como melhor país para ser menina na América Latina

A prefeitura de São Paulo confirmou em nota que está em contato com o Instituto Finlay para aquisação. “A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), mantém conversações com laboratórios e com alguns manifestou intenção de compra de vacinas, como nos casos da Janssen, Pfizer e da própria AstraZeneca, que já vem sendo utilizada no Programa Nacional de Imunizações (PNI). Esses contatos ocorreram após autorização da Câmara, do Senado e do prefeito Bruno Covas. A Pasta reforça que está cuidando da documentação necessária para que, na hora que for possível fazer a aquisição das vacinas, todo o processo esteja adiantado”, afirmou nota da SMS.

Cuba já aplicou vacinas em 150 mil profissionais de saúde. O país passa pelo pior momento da pandemia desde março de 2020. São 675 mortos pela doença desde então, com 12 mortos na última quinta-feira (29).

Publicidade

Fotos: Instituto Finlay de Vacunas


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Este pequeno roedor vegetariano foi o ancestral terrestre das baleias