Inovação

The Green Hub: conheça o maior hub de cannabis legal da América Latina

Gabriela Rassy - 27/04/2021 | Atualizada em - 29/04/2021

O mercado de cannabis legal está ganhando cada dia mais divulgação, pesquisa e apoio de quem já vê bons exemplos mundo afora. Uma dessas iniciativas parte da The Green Hub, consultoria e aceleradora com foco específico na indústria da maconha.

O hub especializado em cannabis acaba de anunciar que vai turbinar quatro iniciativas selecionadas para trazer soluções criativas e inovadoras para o mercado no Brasil. As empresas são ADWA Cannabis, Rubian Extratos, The Dogon’s e Kaneh Bosm Genes. Os nomes foram revelados em evento exclusivo para investidores, apoiadores e convidados.

“Com o impulso às startups queremos contribuir para fortalecer o mercado legal da cannabis, que está em franco desenvolvimento em todo o mundo. Afinal, os desafios nesse setor são tão grandes quanto as perspectivas de crescimento e lucratividade. Nesse cenário de estruturação, contar com respaldo especializado pode fazer toda a diferença para negócios nos estágios iniciais”, destaca Marcel Grecco, fundador e CEO da The Green Hub.

A ADWA Cannabis nasceu com o intuito de desenvolver tecnologias para a cadeia de produção e processamento de cannabis. Atua na área de melhoramento genético, biotecnologia e processos, buscando atender a demanda de cannabis com foco em saúde e bem-estar. Já a Rubian Extratos desenvolve e produz extratos vegetais ricos em bioativos, com foco em oferecer soluções seguras, eficazes e transparentes ao mercado B2B.

No caso da Kaneh Bosm Genes, o objetivo é alcançar o mercado nacional e global com produtos que vão além da matéria-prima à base de cannabis, por meio de soluções para o cultivo aquapônico em sistema fechado e automatizado, produção de biofertilizantes e inóculos, além da aplicação de técnicas de melhoramento genético e desenvolvimento de cepas, aprimorando a qualidade do produto.

Já a The Dogon’s pretende atuar na área industrial e comercial com produção e comercialização de bebidas probióticas manipuladas com cannabis. A meta é trazer ao mercado produtos com ingredientes naturais, sem conservantes e com baixo teor de calorias.

Inovação 

Ao todo, 52 startups se inscreveram na chamada. Todas foram avaliadas por profissionais especializados do mercado, considerando aspectos como equipe, criatividade, ineditismo, capacidade de implementação e escalabilidade, entre outros fatores.

Com exceção do uso adulto da cannabis, a chamada contou com projetos de todas as áreas, incluindo extração, ciência, genética, cultivo da cannabis, controle de qualidade, educação e digital health, além de comunicação e colaboração, distribuição e logística, equipamentos, produtos e dispositivos.

Além das quatro startups que passarão pelo programa de aceleração, a The Green Hub tem no portfólio mais cinco projetos: Centro de Excelência Canabinoide (CEC), Cannapag Bank, Jamba Estúdios, SCIRAMA e o Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Cannabis (IPSEC). Outro destaque é que, neste ano, a consultoria também dará suporte para nove projetos em seu programa de incubação.

“Nossa meta é engajar empreendedores, cientistas talentosos e soluções inovadoras para abrir novos horizontes no setor de cannabis no Brasil e, até mesmo, internacionalmente”, explica Alex Lucena, CIO da The Green Hub. Vale lembrar que as inscrições para a terceira chamada de startups começam em maio.

“O proposito maior a nossa incubadora, localizada no polo de impacto Civi-co, em São Paulo, é gerar sinergias de negócios entre as startups e servir como ponto de encontro para o ecosistema da cannabis no Brasil e America Latina”, conclui Lucena.

Sobre a The Green Hub

Primeira plataforma brasileira especializada em tecnologia e inovação com foco em negócios voltados à indústria da cannabis. Sua proposta é atuar como hub voltado para pesquisa, educação e conexão entre empreendedores, inovadores, setor corporativo, academias, associações, governo e investidores desse mercado.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.