Diversidade

Viva exibe alerta inédito sobre novela com título racista

Karol Gomes - 22/04/2021

“Esta obra reproduz comportamentos e costumes da época em que foi realizada”, indica o Canal Viva após a exibição de cada capítulo da novela “Da Cor do Pecado”, que foi ao ar pela primeira vez em 2004, na TV Globo.

Em nota ao Notícias da TV, a empresa explicou que estreou o aviso com esse título e que pretende usá-lo em outras reprises no canal, como “A Viagem” (1994), “O Salvador da Pátria” (1989) e “Era Uma Vez” (1998).

Primeira trama da Globo protagonizada por uma atriz negra, “Da Cor do Peacado” é uma novela de João Emanuel Carneiro. Os personagens principais são o Preta (Taís Araújo) e Paco (Reynaldo Gianecchini), que enfrentam o racismo da família dele para ficarem juntos. Um dos núcleos da novela traz Abelardo (Caio Blat), que é um homem gay numa família homofóbica. 

– ‘BBB’: avaliamos o discurso de Tiago Leifert, que finalmente encarou o racismo recorrente no reality

Taís Araújo e Reynaldo Gianecchini como Preta e Paco

Expressão racista 

A problemática da novela já começa no título. A expressão “da cor do pecado” vem do período escravocrata do Brasil, quando famílias imperiais acreditavam que a população negra era alvo de uma espécie de “castigo divino” que lhes deu a pele escura.

O termo, mesmo nos dias de hoje, é utilizado de forma racista para hipersexualizar o corpo de mulheres negras, que lidam constantemente com a expressão preconceituosa.

– Estudante denuncia racismo por foto de cabelo black power: ‘Rodolffo, vem aqui’

Há também uma ligação da expressão com a hipersexualização de mulheres negras

O gesto do canal Viva de incluir o aviso durante os episódios de seus folhetins foi visto de forma positiva por pessoas nas redes sociais e a iniciativa recebeu elogios: 

‘BBB’: desabafo de João sobre cabelo é ferida aberta do racismo. E há quem não entenda

A atitude do canal Viva se assemelha a postura do Disney+, o serviço de streaming da Disney que chegou ao Brasil no ano passado. A empresa deixa um alerta antes do início de cada filme cuja história tenha conteúdo preconceituoso, como em “Peter Pan”, de 1953. 

Confira a nota do Canal Viva na íntegra:

“A iniciativa dessa cartela de contexto de época começou ontem em todas as nossas quatro novelas. Iniciamos no horário nobre, com a estreia de Dar Cor do Pecado, e estendemos para as demais. A partir de agora vamos fazer isso em toda a programação. Como relembramos ao final da novela, nossas obras reprisadas reproduzem costumes e comportamentos da época em que foram realizadas, um retrato da sociedade que evolui – e de uma Globo que evolui junto com ela.”

Publicidade

Fotos: Reprodução/Rede Globo


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Amor Virtual’: série LGBT estrelada por negros da periferia abre financiamento coletivo