Debate

Anitta: 7 momentos em que a cantora se engajou socialmente 

Redação Hypeness - 18/05/2021 | Atualizada em - 19/05/2021

O silêncio de Anitta deixou de ser ensurdecedor há tempos. Depois de tanto ser criticada por não se engajar politicamente — em especial na época da eleição do atual presidente, Jair Bolsonaro, em 2018 —, a cantora carioca passou a usar seu poder de influência para agir em favor de causas sociais e ambientais. 

Gabriela Prioli e Anitta se unem em live sobre beabá da política

O meme sobre a falta de opinião da “girl from Rio” continua, mas não mais é verdadeiro. Um exemplo disso foi a briga virtual entre Anitta e o atual ministro do Meio-Ambiente, Ricardo Salles, como veremos a seguir.

Anitta durante a apresentação no Grammy Latino 2021.

O embate com Ricardo Salles

Na véspera do início da Cúpula de Líderes sobre o Clima, organizada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, Anitta aderiu à campanha do coletivo 342 Amazônia e publicou uma imagem em que pedia a saída de Ricardo Salles. “Fora Salles, desserviço para o meio ambiente”, escreveu a cantora de Honório Gurgel. 

O ministro, do alto de seu decoro, respondeu Anitta com um comentário digno de criança mal educada no pátio de escola: “Fica na sua aí, ô Teletubbie!

“Que resposta madura. Quantos anos você tem? 12? Então é melhor sair do ministério, anyway”, emendou Anitta. “Além de imaturo é burro, melhor sair do ministério.”

O presidente Jair Bolsonaro sorri ao lado de Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente.

Ao invés de trabalhar ficam de gracinha no Twitter… esse é nosso governo teen… até eu to mais ocupada fazendo algo pelo meu país do que você, meu querido”, ironizou a poderosa. 

Ricardo Salles então disse que conversaria com Anitta caso ela conseguisse responder, “sem ajuda de outra pessoa”, quais são as capitais do Brasil ou “ao menos os nomes dos seis biomas brasileiros”. 

Anitta chora ao falar de estupro aos 14 anos: ‘Cama cheia de sangue’

Desculpa, querido. Não consigo te responder em 5 minutos como você me responde porque eu trabalho. Tava dando umas entrevistas em inglês, espanhol, em francês… você fala francês? Liga pra presidente da França? Ouvi dizer que ele AMA vocês. Aliás, é uma loucura a quantidade de pergunta que tenho que responder sobre esse desgoverno de bosta que vocês estão fazendo. A única parte boa é que eu nem preciso explicar pq eu escolhi lançar algo pra fazer o Brasil lembrar que temos várias coisas pra se orgulhar. Pq com vocês no comando tá puxado…”, finalizou. 

Antes do embate no Twitter, Salles já havia dito, em entrevista ao programa “Pânico”, da Jovem Pan, que achava Anitta “uma piada”. O comentário aconteceu depois que a cantora brincou com seus seguidores que iria “rebolar de calcinha” se eles assistissem ao vídeo que ela gravou para alertar sobre as queimadas no Brasil. 

‘MP da Grilagem’

Em 2019, Anitta integrou o grupo de artistas que pressionou o governo contra a medida provisória que deliberava sobre a regulamentação fundiária. A MP 910/2019, chamada de “MP da Grilagem”, regularizaria ocupações em terras públicas federais.

A cantora chegou a falar sobre o tema em seus stories do Instagram. “Estou desesperadíssima porque isso vai muito além de partido político”, desabafou. “Com isso sendo aprovado, perdemos mais direitos para os indígenas, que estava no Brasil antes de todo mundo.

Anitta chegou a convidar o deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) para uma live em seu Instagram em que os dois conversavam sobre a MP. Gravada há um ano, no dia 12 de maio de 2020, o bate-papo tem aproximadamente 3,34 milhões de visualizações.

Após discutir com Anitta, deputado retira emenda de MP que alterava cobrança de direitos autorais

O deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE) entrou numa briga de cachorro grande quando propôs alterar a Medida Provisória nº 948/2020. A proposta alteraria a forma como os direitos autorais seriam arrecadados durante a pandemia. “Somente o intérprete poderá pagar o direito autoral de músicas executadas em eventos”, dizia o texto. Isso isentaria produtores dos custos. 

Depois da discussão com Anitta e da pressão da classe artística, o deputado decidiu retirar a proposta e divulgou uma carta aberta à classe artística, ao que a cantora comemorou:

Vitória! Feliz em saber que toda a classe de músicos dormirá tranquila hoje com menos este problema. Agora vamos seguir com o foco no que importa no momento que é a Covid-19, e depois que tudo passar reitero meu convite feito ontem.

Ela havia convidado Carreras para debater um assunto em uma live em seu Instagram, convite aceito pelo deputado.

Anitta x senador Carlos Fávaro 

Anitta chamou o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) para conversar e convocou todos os seus seguidores nas redes sociais para fazer o mesmo. Contra o Projeto de Lei 510, que trata sobre a regularização fundiária.

“Atenção para a boiada da grilagem! O senador Rodrigo Pacheco quer colocar o PL 510 em votação hoje, na surdina! Hoje, às 14h, vamos todos marcar o @rpsenador [Rodrigo Pacheco, presidente do Senado] e o @Carloshbfavaro [Carlos Fávaro] e reforçar que #GrilagemÉCrime e #PL510Não! Não podemos deixar esse trator passar!”, alertou a cantora. 

O senador Carlos Fávaro então respondeu: “Muito bom ver artistas como você engajada nesta causa tão importante que é o Meio Ambiente. Te convido a participar da audiência pública na CRA, onde vamos ampliar o debate e falar sobre a importância do título para cobrar de quem deve as ações de preservação.”

Anitta classifica agressão de presidente contra repórter de ‘falta de intelecto’

‘A cor da pele e o endereço definem quem vai morrer’, diz Anitta sobre chacina no Jacarezinho

Após uma ação policial na favela do Jacarezinho, no Rio, deixar ao menos 27 pessoas mortas, Anitta usou suas redes sociais para se manifestar de forma contundente. Ela compartilhou um texto questionando a operação da Polícia junto com uma imagem feita pelo artista Cris Vector com base na capa do single “Girl From Rio”.

A polícia brasileira desafia a justiça máxima do próprio país para matar. A cor da pele e o endereço define [sic] quem vai morrer. Ontem, isso ficou ainda mais evidente, quando 25 pessoas foram assassinadas de forma brutal e ilegalmente na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro”, escreveu. 

Sem urgência e comunicação prévia, as operações policiais estão proibidas durante a pandemia. Mas a polícia civil do Rio de Janeiro invadiu casas, espalhando terror em uma das maiores favelas da capital, descumprindo sumariamente essa pré-determinação.

Com isso, o Rio ganhou a maior chacina de sua história. Das 25 pessoas mortas, 13 delas não eram investigadas pelo motivo que levou a polícia civil até à favela. Por que elas morreram? Por que tantas vidas foram postas em risco?

A cantora ainda protestou contra o fato de que duas pessoas foram atingidas por balas perdidas enquanto estavam dentro do metrô.

Como se não bastasse, a chamada “operação de inteligência” também atingiu inocentes dentro do metrô enquanto iam para o trabalho. Vale lembrar que o Brasil soma hoje 417 mil mortes pela covid 19 com 15 milhões de infectados. Chega!

Cantora rebateu frase machista de colega americano

Anitta não ficou quieta nem quando quem falou bobagem foi um colega de trabalho. Ela criticou o cantor americano Arcangel, com quem gravou “Tócame”, após o artista publicar a seguinte frase em seu Instagram: 

Querem que te respeite como mulher, blá, blá blá! Mas você continua mostrando a bunda nas redes sociais por curtidas! As mulheres que se comportam se diferem, e se catalogam como damas.

Apesar da publicação não citar Anitta, a cantora decidiu se posicionar: 

Esta sou eu, mostrando minha bunda no meu Instagram. Agora uma pergunta temática especial para o Dia das Mulheres de ontem… Você pode usar bundas femininas em seus clipes e escrever músicas explícitas para obter visualizações, mas ao mesmo tempo dizer que as mulheres que mostram SEUS PRÓPRIOS C*S em suas redes sociais não merecem respeito? Estou confusa.

Busquei o significado de dama e cavalheiro no Google, e cheguei à conclusão de que faço mais justiça à palavra do que muitos caras por aí que querem mulheres damas, mas não têm nada de cavalheiro”, continuou ela.

Feliz Dia das Mulheres. Que merecem respeito com ou sem bundas. Seja no seu Instagram ou em videoclipes de homens que acreditam que deve haver mulheres de um tipo para explorá-las no que lhes convém e mulheres de outro tipo para torná-la sua. Paz, amor e coerência.”

Depois da chamada, Arcangel telefonou para Anitta e pediu desculpa, dizendo que a indireta era para uma pessoa em especial. A cantora aproveitou para explicar ao cantor que o que ele fala reverbera fora do próprio círculo social. 

Uma pessoa com influência como a dele está próximo a jovens, adolescentes, crianças e gente de sua idade e influencia como eles vão pensar sobre a mulher e feminismo. Ele se mostrou muito aberto, a escutar e a pedir perdão. Claro que não acredito que ninguém mude do nada apenas com duas horas de conversa por telefone. É um processo.

CPI da Covid

Na semana passada, informações reveladas na CPI da Covid, no Senado Federal, fizeram Anitta desabafar no Twitter sobre a falta de ação do governo Bolsonaro para comprar vacinas contra a doença.

Milhões de vacinas recusadas. A morte do Paulo Gustavo e de vários outros brasileiros não foi um acaso. Tinha prevenção e foi rejeitada. Meu Deus, meu Deus”, escreveu. 

 

Publicidade

Fotos: Getty Images / Arte: Cris Vector/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Camisinha mais confortável prova que ciência pensa mais nos homens