Inspiração

‘BBB’: João conta que se assumiu gay aos 14 anos e recebeu apoio da família

Karol Gomes - 21/05/2021

Preconceito e homofobia foram temas do discurso inspirador de João Luiz Pedrosa, que participou do “Big Brother Brasil 21”, durante o lançamento de Divers@s, uma websérie que será lançada no dia 31 de maio no IGTV da Mynd (@music2mynd), agência especializada em música, cultura digital e entretenimento.

A série irá falar sobre cultura e aceitação da comunidade LGBTQIA+ e o professor aproveitou para contar um pouco de sua experiência. João contou que se assumiu gay para a família ainda na adolescência, com 14 anos. Ele reconheceu o privilégio de ter sido acolhido pela sua família ao falar sobre sua homossexualidade. 

– Billy Porter, astro de ‘Pose’, revela ser HIV positivo: ‘Me silenciava’

– Séries norte-americanas nunca tiveram tantos personagens LGBT, aponta relatório

“Eu me assumi muito cedo, com 14 anos, a minha família toda já sabia que eu era gay. E para a minha mãe, dentro da minha casa, a minha orientação sexual nunca foi um problema. Isso é muito doido, porque às vezes, em alguns momentos, eu fico pensando ‘cara, eu tenho uma família privilegiada’. Mas é ruim a gente ter que entender que isso é um privilégio, né?”, disse.

João Luiz Pedro é professor de geografia e ficou famoso após participar do BBB21

– Camilla de Lucas surge exuberante em revista e avisa: ‘Disseram que beleza negra não vendia’

Mas o acolhimento de casa não estava em outros ambientes. João relembrou o preconceito e questionamentos que sofreu na escola. “Quando você é LGBTQIA+, você vê um questionamento que vem das pessoas para você. ‘Nossa, mas você tem certeza? É isso mesmo?’. É como se a gente fosse sempre uma interrogação. E na verdade, a gente é um ponto de exclamação!”, relembrou.

Segundo o ex-BBB, o apoio que recebia dentro de casa o ajudou a enfrentar o preconceito do lado de fora e por isso  ressalta a importância de famílias que aceitam seus filhos LGBTQIA+.  “A dificuldade que eu enfrentava, era a dificuldade da escola, na rua. Então, quando eu chegava em casa, com toda aquela carga que eu recebia todos os dias na escola, eu tinha o meu pai e a minha mãe me apoiando e me acolhendo”, explicou.

Denúncia em rede nacional: 

Durante sua participação no BBB21, João Luiz foi alvo de racismo de outro participante, o cantor sertanejo Rodolffo. O professor de geografia relembrou um comentário feito sobre o seu cabelo e chorou ao falar sobre como se sentiu ofendido. João foi acolhido por outros participantes, enquanto Rodolffo se defendeu dizendo que não falou para ofender.

Parceira de João no jogo, Camilla de Lucas também opinou sobre a ofensa de Rodolffo contra o brother e citou sua experiência com a transição capilar, dizendo que seu cabelo natural é igual ao do amigo. A influencer digital também não deu espaço para a desculpa recorrente do sertanejo, algo comum em quem comete algum ato racista, de que não sabe sobre diversidade e que precisa ser ensinado.

O apresentador Tiago Leifert levou a situação como parte do jogo da discordia enquanto, do lado de fora da competição, João também recebeu apoio, principalmente pelas redes sociais. Isso fez com que o programa se manifestasse sobre a situação por meio de um discurso ao vivo de Leifert antes da eliminação de Rodolffo.

Publicidade

Foto: Reprodução / Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Galvão Bueno não se aguenta e quase ‘infarta’ em narração da prata de Rebeca Andrade