Decoração

Ceramista transforma porcelana em delicadas esculturas para criar a sensação de uma pintura em 3D

Vitor Paiva - 28/05/2021

A delicadeza e a beleza da porcelana inspiraram a ceramista britânica Sophie Cook a utilizar o material para criar garrafas, potes e vasos como esculturas – semelhantes a lágrimas coloridas, gotas de água ou balões em porcelana. Inspirada na paisagem do os vasilhames esculpidos surgem em tons de grafite, coral, azul, rosa, branco, amarelo e mais, em dimensões e pesos diversos, sempre com as bases largas e os pescoços finos e alongados – também feito fossem algum tipo de pássaro ou animal. Segundo a artista, porém, tudo em seu trabalho se constrói ao redor das cores e das formas.

As garrafas de Sophie Cook

As esculturas de Cook funcionam, para a artista, como peças de uma pintura tornadas em três dimensões

-O que essa mulher de 86 anos fez com sua coleção de porcelana é inacreditável

“Uma peça individual funciona muito bem, mas quando postas em grupo elas se transformam em uma natureza morta em três dimensões”, comenta a artista. “Cada peça é um desafio para ser feita, já que a porcelana é uma matéria muito fluida”. Cook realiza cerca de quatro garrafas ou outras peças por dia, que precisam secar por dois dias inteiros, para em seguida serem esculpidas, lixadas e moldadas ao seu formato final – depois de seladas, as peças são deixadas para secar por mais uma semana.

As garrafas de Sophie Cook

As cores das esculturas foram tiradas da paisagem ao redor da artista

As garrafas de Sophie Cook

Os formatos são variados como as cores – e a combinação de peças é a melhor sugestão estética para a artista

As garrafas de Sophie Cook

Quanto mais melhor: as peças juntas criam especial impacto

-Frutas podres são recriadas como jóias preciosas e o resultado é brilhante

“É um processo incrivelmente delicado. Raramente as quatro peças feitas sobrevivem aos processos”, diz. As primeiras peças que desenvolveu eram somente no formato mais tradicional de garrafa, em tonalidades variadas de turquesa. As paisagens ao redor a levaram a trabalhar em novas formas, e principalmente a ampliar as cores, aderindo às tonalidades terrosas e cores mais fortes.

As garrafas de Sophie Cook

As peças em variações de branco também causam especial impacto

As garrafas de Sophie Cook

Pequenas variações em forma fazem de cada peça uma escultura especial – e única

As garrafas de Sophie Cook

Garrafas, potes, vasilhas, gotas: os formatos da obra de Cook são variados

-Artista japonês recria objetos em cerâmicas ‘pixelizadas’ incríveis

É essa amplitude estética que faz hoje seu trabalho se destacar como verdadeiras obras de arte em elegância e refinamento tocantes – e que a combinação de obras diversas cria o impacto visual de uma pintura a que Cook se refere. Não por acaso, suas esculturas se encontram no acervo de diversos museus, entre instituições de arte e design, em todo o mundo.

As esculturas de Sophie Cook

Elegância em peças que oferecem certo movimento em sua delicadeza

As garrafas de Sophie Cook

O formato de gota

As esculturas de Sophie Cook

Diferentes tonalidades de uma mesma cor causam também efeito especial em combinação das esculturas

Publicidade

© fotos: Sophie Cook/divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.