Ciência

Cientistas descobrem a galáxia espiral mais antiga do universo (até agora)

Redação Hypeness - 31/05/2021 às 11:06

Cientistas japoneses descobriram a galáxia espiral mais antiga do universo (até agora). Os estudiosos intrigados com galáxias distantes do planeta terra localizaram, através do Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), sistema de telescópios no Chile, a BRI 1335-0417, uma galáxia de 12 bilhões de anos de idade.

– Astrônomos encontram galáxias do tempo que o universo era ‘bebê’ de 1 bilhão de anos

Telescópios ALMA, considerados alguns dos melhores do mundo, a 5 mil metros de altitude

Os cientistas, obcecados pela teoria do Big Bang, procuram observar as galáxias mais distantes do planeta Terra para poder compreender como foi formado o universo.

Como as imagens das galáxias mais distantes chegam com bilhões de anos de atraso (por conta da velocidade da luz), eles podem entender com a nossa própria Via Láctea surgiu.

– Nasa registra colisão de duas galáxias 250 milhões de anos luz da Terra

A BRI 1335-0417 está a cerca de 11 bilhões de anos luz do nosso planeta, o que significa que estamos vendo uma imagem de quando ela tinha por volta de 1 bilhão de anos. A galáxias têm uma formação quase espiralada e observá-la pode ser um campinho para entender galáxias espirais como a nossa.

“Quando e como as galáxias foram formadas ainda é um mistério eterno que está sendo explorado na astronomia”, disse o co-autor Satoru Iguchi. “Nós descobrimos uma morfologia espiral na galáxia BRI1335-0417 e, pela primeira vez, demonstramos que a galáxia espiral mais distante surgiu muito antes do pico da formação estelar cósmica,” explico à Gizmodo.

– Inteligência artificial encontra 250 estrelas que migraram para nossa galáxia

Essas formações indicam uma data precisa para a formação das galáxias: 1 bilhão de anos após o Big Bang. “Observações anteriores com o telescópio ALMA revelaram que discos de gás em rotação regular e protuberâncias estelares maciças existem apenas 1 bilhão de anos após o Big Bang. Este trabalho fornece evidências para mais um sinal de ‘maturidade’: braços espirais”, afirma Federico Lelli, que também estudo o tema, a Gizmodo.

Publicidade

Fotos: Destaques: Alma/Divulgação Foto 1: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness