Inspiração

Deborah Secco diz que foi julgada por filme e dá recado às mulheres sobre sexo

Redação Hypeness - 25/05/2021 às 14:37 | Atualizada em 25/05/2021 às 15:05

Em entrevista a Renata Ceribelli, no podcast “Prazer, Renata”, a atriz Deborah Secco falou abertamente sobre sexo e o quanto foi julgada por escolher posar nua ou mesmo quando atuou no filme “Bruna Surfistinha”, em que interpretou a história de vida de Raquel Pacheco. 

“Quando decidi fazer o ‘Bruna Surfistinha’ briguei com meu marido na época, com a minha mãe, com as minhas empresárias, com a minha família, todo mundo era contra”, relembrou Deborah. 

– Deborah Secco fala em amadurecimento após relacionamento com homem casado

– Deborah Secco diz que fazia ‘sexo 10 vezes por dia’ e reflete sobre significado do amor

Deborah Secco contou que sofreu com julgamentos no início da carreira

Entitulado “Sexo: Aqui Não É Tabu”, o episódio tinha como objetivo falar sobre sexo abertamente. Ceribelli também recebeu as atrizes Claudia Ohana e Maria Bopp – que também interpreta Bruna Surfistinha, mas na série de televisão “Me Chama de Bruna”. 

– Esses desenhos são ótimas lembranças de amor, desamor e sexo pra mandar para ‘aquele’ amigue

Aos 41 anos, casada e mãe de Maria Flor, de 5 anos, a atriz global também revelou que, mesmo tendo seguido com suas decisões, sofreu muito com os julgamentos. “Eu sempre fui muito julgada em casa e fora de casa”, desabafou. Para ela, o preconceito com seus papéis e com sua capa na Playboy atrapalhou, por um tempo, o seu sonho de formar uma família. 

“O que podia ser ferida nessa vida por ter esse comportamento, eu já fui. Comecei a ser pública muito jovem. Queria muito ter uma família, então me apaixonava perdidamente. Me apaixonei muito. Vivi muitas paixões. Fiz muito sexo, fui muito julgada e sofri horrores por causa disso. Fui capa de revista como a destruidora de lares sem nunca ter feito nada com aquele casal específico. Sofri muito por causa disso”, disse.

– Cleo diz que pessoas são julgadas por falar de sexo: ‘Acha que vai sair dando’

Deborah Secco com o marido, Hugo Moura, e a filha, Maria Flor

Deborah defendeu ainda que este tipo de opressão acaba silenciando muitas mulheres sobre esse assunto. “Sexo é um coisa que todo mundo faz. Depois que minha filha nasceu, isso ficou muito claro. A coisa mais incrível que eu fiz na minha vida foi sexo, que gerou um ser que nasceu, cresceu dentro de mim. Todo mundo que nasceu é fruto de sexo”, opinou a atriz.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness