Debate

Dilma defende uso de maconha medicinal; ex-presidenta cita caso da mãe

26 • 05 • 2021 às 16:27
Atualizada em 26 • 05 • 2021 às 16:55
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista político. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.

A ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff (PT), defendeu o uso do óleo de canabidiol, produto derivado da maconha medicinal, no Brasil. A ex-chefe maior do estado brasileiro citou o caso de sua mãe, Dilma Jane da Silva, que fez o uso do medicamento para tratar de dores crônicas após ter sofrido um AVC isquêmico.

– Dilma faz live acidental no Instagram digna de Dilma Boladona e vira meme

Dilma tratou sua mãe com cannabis medicinal e defendeu projeto que legaliza o medicamento e seu plantio no país

Dilma fez um vídeo para a Associação Brasileira de Pacientes de Cannabis Medicinal (Amame), de BH, em defesa da aprovação do PL 399/2015, que está em debate na Câmara dos Deputados e pode legalizar o plantio da maconha no país. A questão ainda não passou pelo legislativo.

– Deputado é agredido durante debate sobre maconha medicinal em comissão

A utilização do canabidiol está regulamentada apenas por judicialização de casos e por permissões da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A mãe de Dilma Rousseff, Dilma Jane da Silva, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico aos 95 anos de idade e passou a sofrer com fortes dores de cabeça. A família encontrou no canabidiol a única medicação capaz de aliviar as dores da matriarca.

Confira o vídeo de Dilma defendendo a cannabis medicinal:

“Nada é pior do que ver quem amamos sentir dor”, afirmou a ex-presidente. “Conseguimos propiciar a minha mãe um último ano de vida, sem dor, com dignidade, por meio do uso do óleo de Cannabis medicinal”, completou Dilma.

Dilma Jane Rousseff morreu em 2019, aos 95 anos de idade, em Belo Horizonte.

– Uso de maconha medicinal é aprovado pela Anvisa

O PL 399/2015 nasceu como uma alteração da Lei de Drogas, mas na atual relatoria da Câmara se propõe a permitir o plantio de maconha por pessoas jurídicas e garante que derivados da cannabis medicinal possam ser legalizados em território nacional.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness