Ciência

Este pequeno roedor vegetariano foi o ancestral terrestre das baleias

Vitor Paiva - 12/05/2021 | Atualizada em - 14/05/2021

Apesar de viver no mar, a baleia é um mamífero, grupo majoritariamente terrestre, e sua origem evolutiva vem justamente não das águas, mas do solo firme – onde vive e pisa o hipopótamo, por exemplo, seu parente atual mais próximo. O caminho dos cetáceos, ordem de mamíferos a qual pertence a baleia e os golfinhos, da terra para a água, porém, passa por um gênero animal chamado cientificamente de Indohyus, que pertence à família dos artiodátilos como as baleias, que mais parece um roedor, e que é o elo perdido e ponto mais antigo conhecido da evolução das baleias.

Baleia nadando

A baleia é o maior animal do mundo, mas seu ancestral mais antigo era do tamanho de um gato © Getty Images

-Mulher pode ganhar R$ 1,4 milhões por 6 kg de ‘vômito de baleia’ encontrado em praia

O Indohyus existiu há cerca de 48 milhões de anos na região onde hoje fica a Caxemira, entre a Índia e o Paquistão, e era semelhante aos trágulos, família de mamíferos que se encontra em florestas tropicais da África, da Índia e da Ásia, também conhecida como cervo-rato. Herbívoro e do tamanho de um gato doméstico, o Indohyus divide com a baleia um padrão de crescimento dos ossos que só se encontra nas duas espécies – e os sinais de adaptação à vida aquática e a presença de um revestimento espesso confirmam o ancestral parentesco.

Indohyus

Representação do Indohyus © Wikimedia Commons

-A baleia mais solitária do mundo não tem família, não pertence a um grupo, nunca teve um parceiro

A descoberta desse elo perdido se deu a partir do exame de fósseis realizado por cientistas da Universidade de Ohio, concluindo que o Indohyus era uma espécie de mini cervo que provavelmente vivia entre a terra e a água como os hipopótamos atuais – análise dos dentes dos animais sugere que ele se alimentava também de vegetais subaquáticos. A presença na água do animal milhões de anos atrás se dava por motivos ainda mais urgentes do que a alimentação, afirmam estudos.

tragulidae

O tragulidae, uma animal atual que se assemelha ao Indohyus © Wikimedia Commons

-Essa era a cara de algumas frutas e legumes há milhares de anos

Segundo consta, esse antigo parente da baleia começou a “entrar” na água para se proteger de possíveis predadores terrestres – suas habilidades aquáticas só foram desenvolvidas em eras posteriores. “O que é muito importante sobre esses fósseis é que confirmam a hipótese de que os ancestrais dos cetáceos se tornaram semi-aquáticos antes de evoluir os dentes para se tornarem especialistas em comer peixe”, diz o paleontólogo Jonathan Geisler, da Universidade Georgia Southern University. Quem diria, portanto, que o mais antigo parente do maior animal do mundo era do tamanho de um gatinho.

Rabo de baleia

O Indohyus é considerado o elo perdido da evolução da terra para a água das baleias © Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Uma Noite no Museu’: curador cuidou do Museu de História Natural de Londres fechado pela pandemia