Sustentabilidade

Florianópolis distribui minhocários gratuitamente para a população

Redação Hypeness - 14/05/2021

Já reparou como o lixo reciclável ocupa muito espaço e é produzido em maior quantidade que o lixo orgânico? E que esses resíduos orgânicos acabam em sacos plásticos, depois em lixões? Uma forma fácil e acessível de descartar cascas e restos vegetais é com composteiras e minhocários – e a prefeitura de Florianópolis criou um projeto muito bacana para deixar esse processo ainda mais acessível distribuindo os materiais gratuitamente.

O projeto “Minhoca na Cabeça” abriu novas vagas para adoção de minhocários. Com capacitação em oficina teórica e prática, a prefeitura da Ilha da Magia entrega kits  de caixas, composto e minhocas californianas para moradores reciclarem resíduos orgânicos dentro de casa.

Florianópolis distribui minhocários gratuitamente para a população

Florianópolis distribui minhocários gratuitamente para a população manejar lixo orgânico

As inscrições já começaram, mas ainda é possível participar da última fase, de 31 de maio a 4 de junho, com 130 vagas nas oficinas nos dias 12 (sábado) e 15 (terça) de junho. As inscrições ficarão abertas apenas durante o período estipulado ou até atingir o limite de inscritos, não haverá lista de espera. Após o período, será enviado e-mail efetivando a inscrição e informando o link de participação. 

Ação faz parte do projeto de valorização de resíduos orgânicos da Prefeitura de Florianópolis com recursos do Fundo Socioambiental Caixa e Fundo Nacional do Meio Ambiente/MMA.

Essa terceira etapa do projeto Minhoca na Cabeça incentiva a reciclagem doméstica do resíduo orgânico. O minhocário pode ser manejado em casa ou apartamento e, antes que você se pergunte, é fácil de usar, não deixa cheiro nem atrai insetos indesejados.

Foto: Cristiano Andujar/PMF

Foto: Cristiano Andujar/PMF

A forma de uso requer apenas uma mudança no hábito padrão de jogar algo no lixo. Basta separar os resíduos orgânicos e ter um pouco de matéria seca como folhas ou serragem. Aí, é só ir montando camadas dentro da caixa para alimentar as minhocas e outros microorganismos do bem que vão transformar esse material em húmus e biofertilizante líquido para hortas e jardins.

As oficinas foram remodeladas de modo que a parte teórica seja remota e online e a parte prática abreviada para a entrega do kit de vermicostagem (caixas, composto e minhocas).

Produtos da compostagem podem ser usados em hortas e jardins

Mais de 100 toneladas desviadas do aterro 

Com a entrega destes 400 kits, a Prefeitura de Florianópolis terá distribuído 1,1 mil kits de compostagem doméstica, segundo o secretário de Meio Ambiente, Fábio Braga. Em 2020, os donos dos 700 minhocários já entregues pela PMF deixaram de mandar para o aterro sanitário mais de 103 toneladas de resíduos orgânicos.

Com os demais serviços de coleta seletiva e entrega voluntária realizados pela Comcap, 5 mil toneladas de resíduos orgânicos foram recuperados em 2020. Isso permitiu reduzir a emissão de gases poluentes em 36 mil toneladas de dióxido de carbono (CO²) equivalente durante o ano. “A reciclagem é um hábito de fácil mudança, mas de grande impacto sobre o clima. Podemos ajudar a manter a vida no planeta de dentro de casa”, aconselha Fábio Braga.

Acesse aqui o e-book do projeto Minhoca na Cabeça.

Com base na produção média diária de 1,6 quilo de resíduos orgânicos por família de quatro pessoas, os 500 colaboradores desviarão 292 toneladas de resíduos orgânicos por ano em Florianópolis, com economia direta de R$ 43 mil em transporte até o aterro sanitário e redução de 70% na emissão de carbono.

O resultado estimado contribui com as metas do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Florianópolis, de desviar do aterro sanitário 37% dos recicláveis secos e 45% dos resíduos orgânicos até 2020.

Florianópolis tem coleta seletiva há mais de 30 anos, é pioneira no Brasil na coleta de recicláveis de porta em porta, e consegue desviar hoje em torno de 7% do total de resíduos recolhidos. Das 203 mil toneladas por ano que passam pelo Centro de Valorização de Resíduos da Comcap, 183 mil seguem para o aterro sanitário. As outras 20 mil são recuperadas e voltam para o ciclo econômico, gerando renda em toda a Grande Florianópolis.

Publicidade

Fotos destaque: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Condenação da Shell em Haia abre precedente para responsabilização de grandes poluidoras