Ciência

Fósseis de milhões de anos são achados sem querer por guarda-florestal na Califórnia

Vitor Paiva - 31/05/2021 | Atualizada em - 28/06/2021

A descoberta recente de uma grande quantidade de fósseis na região da Serra Nevada, na Califórnia, joga luz na diversidade de espécies que viviam na região no período pré-histórico, milhões de anos atrás. Tal descoberta, porém, se deu quase por acaso: pela atenção do guarda florestal Greg Francek, que caminhava por uma área florestal próxima a cordilheira da Serra quando encontrou por acaso a ossada de um mastodonte de 8 milhões de anos junto de ossos de outros animais ancestrais.

Cientistas da Universidade Estadual da Califórnia trabalhando com alguns dos fósseis descobertos

Cientistas da Universidade Estadual da Califórnia trabalhando com alguns dos fósseis descobertos © Universidade Estadual da Califórnia

-Menina de 4 anos encontra pegada de dinossauro de 215 milhões de anos em praia

O tropeço no passado se deu no verão de 2020, e Francek rapidamente convocou especialistas para iniciarem uma escavação, que revelaria se tratar de um grande achado arqueológico – um dos maiores da história da Califórnia. Além do mastodonte, as buscas encontraram fósseis de um rinoceronte pré-histórico, uma tartaruga gigante, um salmão ancestral que tinha dentes afiados e poderia pesar até 180 quilos.

Fósseis descobertos na Califórnia

Os fósseis foram descobertos por serem diferentes das rochas típicas do parque © EBMUD

-DNA mais antigo do mundo é descoberto e aponta para origem de mamutes na Sibéria

Mas não somente: foram encontrados também os restos de um camelo do passado que chegava ao tamanho de uma girafa (de um tempo em que o animal ainda não havia desenvolvido a corcova), de um filhote de anta, um cavalo de três dedos que viveu há 16 milhões de anos, e ainda o fóssil de uma espécie de elefante gigante, da família dos Gomphotheriidae, que chegava a medir 2 metros de altura. “Eu imagino como era no passado. Esses animais estiveram aqui por milhões de anos e sua população era robusta. É lindo isso”, afirmou Francek, em comunicado.

O dente molar de um mastodonte nas mãos do guarda florestal

O dente molar de um mastodonte nas mãos do guarda florestal © EBMUD

Parte da mandíbula da anta pré-histórica descoberta

Parte da mandíbula da anta pré-histórica descoberta © EBMUD

-Garoto descobre por acaso fóssil de um milhão de anos

A missão arqueológica foi conduzida por pesquisadores da Universidade Estadual da Califórnia, e as escavações vem sendo realizadas pelo grupo em parceria com o Distrito de Utilidades Municipais de East Bay (EBMUD). “A descoberta é altamente significativa por causa do número e da diversidade de espécimes encontrados”, afirmou comunicado do EBMUD.

Fóssil descoberto na Califórnia

A descoberta arqueológica foi uma das mais extensas da Califórnia © Universidade Estadual da Califórnia

-Tubarão pré-histórico é encontrado em Portugal

“Poucas outras descobertas de fósseis como essa existem na Califórnia. Os ossos pintam uma imagem mais clara da vida há 10 milhões de anos, quando os animais evoluíram de florestas para pastagens conforme a paisagem mudou”, concluiu a comunicação do Distrito de Utilidades Municipais de East Bay. As escavações ainda estão em andamento, e novos fósseis podem ainda surgir a partir da missão.

Fósseis descobertos na Califórnia

As escavações e estudos seguem em andamento no local © Jason Halley/California State University

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.