Sustentabilidade

Girafas são resgatadas antes de ilha no Quênia desaparecer

Vitor Paiva - 19/05/2021 às 09:52 | Atualizada em 19/05/2021 às 12:17

Terminou de forma bem-sucedida uma operação pelo resgate de nove girafas ameaçadas na Ilha de Longicharo, no Lago Baringo, no Quênia, com os últimos dois animais sendo enfim retirados com segurança da ilha.

A operação durou cerca de 15 meses, e se encerrou com o embarque de uma girafa mãe e seu filhote para serem transportadas com segurança até um santuário – a necessidade de resgate se deu pelo fato da própria ilha onde os animais viviam estar em vias de desaparecer, por conta da elevação do nível da água no lago, após o excesso de chuva que vem afetando a região.

Resgate das girafas no Quênia

A operação conjunta resgatou os últimos dois exemplares isolados da espécie na ilha

-Última girafa branca do mundo após assassinato no Quênia é rastreada por GPS

Os animais resgatados são girafas de Rothschild, uma subespécie fortemente ameaçada de extinção, que haviam sido reintroduzidas na ilha em 2001, como parte de um projeto de conservação local.

Além da ameaça direta que a elevação do nível das águas trazia aos animais – e que inundou casas e vilarejos da reunião – a falta de alimentos também era parte do perigo que levou à remoção. A espécie é uma das mais altas, podendo alcançar até 6 metros de altura, e estima-se que restem somente cerca de 1.400 animais vivendo livremente atualmente.

Resgate das girafas no Quênia

As barcas foram especialmente projetadas para o resgate

Resgate das girafas no Quênia

A elevação do nível das águas ameaçava os animais

-Quênia considera criar pena de morte para caçadores

O resgate foi coordenado pela organização Northern Rangelands Trust, em parceria com o Serviço Nacional de Vida Selvagem do Quênia, e utilizou uma série de balsas construídas especialmente para cruzar o lago e transportar os animais até um santuário especial na região de Ruko.

Por motivos de segurança e conforto os animais foram transportados um de cada vez, mas a demora para resgatar os últimos dois animais se deu pelo nascimento de Noelle, filhote resgatada ao fim, em dezembro do ano passado.

Resgate das girafas no Quênia

O resgate transportou os animais para o santuário de Ruko

-Mulher posa com coração de girafa presente do Dia dos Namorados e defende caça para salvar animais

Segundo os guardas e voluntários do santuário Ruko Community Conservancy, a chegada ao local alterou de forma visível o temperamento e até mesmo a saúde dos animais – mais saudáveis e alegres por estarem livres, em um local de mais de 1.700 hectares, e pleno em alimentos para as girafas.

A ideia é que outras girafas sejam transportadas para o local, a fim de garantir a reprodução da espécie e também trazer vagas de trabalho e estimular o turismo para a região.

Confira um pouco mais sobre o resgate: 

Mais fotos da operação: 

Resgate das girafas no Quênia

O projeto pretende transportar outras girafas para o santuário

Resgate das girafas no Quênia

Segundo os especialistas, os animais já apresentam melhoras na saúde e no comportamento desde a chegada

Publicidade

© fotos: Northern Rangelands Trust/divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Canais Especiais Hypeness