Debate

Jovem denuncia vizinho por carta sobre ‘roupas vulgares’

Redação Hypeness - 12/05/2021

Um vizinho de apartamento de Ana Paula Benatti, em Maringá (PR), deixou uma carta anônima embaixo da porta da garota pedindo que ela “tivesse pudor e decência de usar roupas adequadas nas dependências do condomínio”.

“A senhora não está tendo o respeito usando roupas vulgar (sic). Não sei de onde veio, mas aqui mora gente de família. Então, por favor, dá-se o respeito porque eu como homem e pai de família, fiquei com vergonha de estar com minha filha e a senhora quase nua lá fora. (…) Aqui não é zona. Respeite as famílias desse lugar”, dizia a carta recebida pela jovem, que postou o conteúdo no Facebook e fez um boletim de ocorrência na Polícia Civil. 

– Jovem é expulsa de aula por roupa ‘parecida’ com lingerie em novo golpe de machismo

Indignada com o pedido do vizinho, Ana Paula acionou a polícia

O “comunicado” informal dizia que, se Ana Paula não mudar o jeito de se portar, ele irá conversar com a dona do apartamento. Em entrevista ao UOL, a moradora contou que ficou constrangida e indignada com o “recado” do vizinho e procurou a 9ª Subdivisão Policial de Maringá, onde registrou a ocorrência.

– Contra a cultura do estupro, alunas brasileiras se mobilizam pelo direito de usar shorts na escola

“Eu não esperava que iria ler algo tão absurdo. Quando eu comecei a ler, no momento eu senti náuseas. Fiquei indignada. Não queria acreditar no que estava lendo. Foi um absurdo total e me julgou sem me conhecer”, afirmou.

* carta de ASSÉDIO e INJÚRIA * venho compartilhar com vocês a carta que estava embaixo da minha porta hoje. Calúnia,…

Posted by Ana Paula Benatti on Friday, May 7, 2021

A delegacia ainda não comunicou à imprensa sobre a investigação. Já a administração do condomínio onde Ana Paula mora, segundo a mesma, prometeu utilizar as câmeras de segurança a fim de identificar o morador que produziu a carta anônima.  

– Alunos franceses se unem e vão à escola usando saias para lutar pela igualdade de gênero

Caso em Brasília: 

Uma história semelhante foi contada por Najhara Noronha, que mora em Brasília e foi supreendida com um e-mail entitulado ‘Solicitação de vestuário apropriado‘. O conteúdo foi entregue por um grupo de vizinhas no apartamento da técnica de laboratório, pedindo para que ela parasse de transitar nas áreas comuns do prédio com roupas de academia e usando ‘shortinhos‘.

Em Brasília, Najhara Noronha também recebeu o mesmo tipo de “comunicado”

– Quatro estados brasileiros começam a implantar o projeto ‘Escola Sem Machismo’, da ONU

A notificação foi assinada pelo ‘Conselho de Mulheres’ do condomínio que, segundo a administração, não existe oficialmente. A técnica de laboratório decidiu acionar um advogado para analisar o caso. “A questão de um grupo de mulheres, ou apenas uma mulher, se achar no direito de definir o que eu posso vestir ou não, não há nada que justifique um comportamento desses”, disse Najhara em entrevista ao G1.

Publicidade

Foto: Reprodução / Facebook


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Crivella embaixador na África do Sul? O que se sabe sobre movimento de Bolsonaro