Debate

Marinheiro deixa navio abandonado depois de 4 anos: ‘Saído da prisão’

Redação Hypeness - 12/05/2021

Os últimos quatro anos da vida de Mohammed Aisha foram de extrema solidão e incerteza. Em maio de 2017, o navio em que ele trabalhava como oficial chefe ficou retido no Egito por falta de documentação. O que seria um problema de fácil resolução, só foi finalizado agora. Durante esse tempo todo, ele não pode deixar o navio e voltar para a casa, na Síria. 

Navio naufragado há mais de 100 anos é confiscado pela natureza

O imbróglio que reteve o navio MV Aman aconteceu devido à ausência de um certificado de classificação de equipamentos de segurança. Navios de carga costumam ser de uma bandeira, mas operados por empresas de outros países, com tripulação de outras nacionalidades e por aí vai. 

No caso do MV Aman, o navio estava sendo operado por libaneses que não pagaram pelo combustível enquanto o navio esteve parado. Os proprietários, do Bahrein, também estavam com dificuldades financeiras. 

Canal de Suez responde por mais de 10% do comércio mundial atual, mas sua história tem 4 mil anos

Aisha foi obrigado a ficar no navio após uma decisão judicial julgá-lo como responsável pela embarcação, uma vez que o capitão do navio estava em terra.  

Em 2018, quando sua mãe morreu, ele cogitou o suicídio porque não aguentava mais viver naquelas condições e sem poder estar com sua família.

Por que uma mulher foi falsamente acusada pelo caos no Canal de Suez

Nos quatro anos que passou a bordo, Aisha não recebeu qualquer tipo de remuneração. Ele ficou quase que completamente isolado desde agosto de 2019, quando só ele permaneceu no navio e apenas um oficial de segurança passava por ali de tempos em tempos. “É como se você estivesse em um caixão”, desabafou, em entrevista à “BBC”.

Finalmente, no dia 22 de abril, Aisha entrou em um avião no Cairo que o levou de volta à Síria, após quase quatro anos de sofrimento. “Alívio. Alegria. Como me sinto? Como se finalmente tivesse saído da prisão. Finalmente vou me reencontrar com minha família. Vou vê-los novamente“, desabafou.

Publicidade

Fotos: Mohammad Aisha


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.