Tecnologia

Smartwatch ecológico para saudosos do relógio analógico tem bateria infinita

Vitor Paiva - 03/05/2021 | Atualizada em - 04/05/2021

O novo smartwatch ecológico Sequent Supercharger 2.1 promete resolver um dos grandes problemas tecnológicos contemporâneos: o carregamento de baterias. Utilizando o próprio movimento natural como fonte de energia, o relógio inteligente oferece uma bateria praticamente perpétua e infinita, sem a necessidade de ser recarregado. O modelo funciona como um híbrido entre relógio analógico, digital e smart, com cara de relógio de ponteiro e com todos as suas atrações inteligentes e digitais “escondidas” somente em seu app – mas a principal atração é mesmo o funcionamento de sua bateria e sua duração.

O relógio Sequent Supercharger 2.1

O novo modelo Sequent é smart e promete uma bateria praticamente infinita 

-Bateria de cânhamo é muito mais eficaz que o grafeno, confirma experimento

O sistema de carregamento contínuo do relógio funciona como um dínamo em miniatura, que transforma energia dinâmica e mecânica em energia elétrica – através de um pequeno peso de tungstênio com ímãs embutidos girando ao redor de bobinas de cobre. Trata-se de uma versão reduzida dos alternadores que mantêm as baterias dos carros carregando enquanto os veículos se movem. O relógio vem em 6 diferentes modelos com variações de cores, e com um carregador externo, mas que só precisará ser utilizado ocasionalmente, além da primeira carga que, em um par de horas, coloca o relógio pronto para funcionar.

Motor do relógio Sequent Supercharger 2.1

O “dínamo” que gera energia para o relógio

O relógio Sequent Supercharger 2.1

O relógio vem em 6 combinações de cores diferentes

-Relógio feito de lixo (e lindo) é aposta de empresa focada em inovação sustentável

A partir daí, ao usar o relógio seu design coloca o dínamo para funcionar, e manter o Sequent Supercharger 2.1 permanentemente carregado. Desenvolvido em parceria com a fundação ambiental suíça Myclimate, o modelo é um dos relógios mais sustentáveis já fabricados: seu plástico é reutilizado e para cada unidade vendida a fundação irá plantar dez árvores no norte da Nicarágua – a medida é a solução encontrada para zerar as emissões de carbono de sua fabricação.

O relógio Sequent Supercharger 2.1

Apesar da aparência analógica, o app do Sequent Supercharger é completo

-Designer cria relógios com materiais descartados encontrados nas ruas do Rio de Janeiro

O app do Sequent Supercharger 2.1 oferece contagem de passos diários, estimativa de calorias queimadas, distâncias percorridas, monitoramento de sono e ainda controle dos exercícios por GPS e, é claro, controle da bateria – que inclui a quantidade de monóxido de carbono que se está deixando de emitir ao não ter de carregar o relógio. O único porém é o fato dele não se alinhar com apps de exercício e saúde como Apple Health ou Google Fit: o relógio está à venda por 400 dólares, ou por 450 se desejar a inclusão de um monitor cardíaco – e suas maiores informações podem ser vistas aqui.

O relógio Sequent Supercharger 2.1

O preço de US$ 400 não inclui monitoramento cardíaco – que custa US$ 50 a mais

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.