Debate

Terry Crews abre o jogo sobre vício em pornô e seus efeitos no casamento

Redação Hypeness - 14/05/2021

O ator Terry Crews e sua esposa, a cantora Rebecca King-Crews, abriram o jogo para falar sobre o vício do astro de “As Branquelas” em pornografia — e como isso quase destruiu o casamento dos dois. Eles estão juntos desde 1989 e têm cinco filhos. 

5 sites feministas que estão subvertendo a lógica da indústria pornô

Rebecca e Terry Crews: o casal está junto há mais de 30 anos.

A história é detalhada no livro que o casal está lançando, “Stronger Together” A conversa franca aconteceu no programa “People Every Day”, da apresentadora Janine Rubenstein. A intenção dos dois é que o testemunho deles possa ajudar outros casais que passem por uma situação semelhante. 

O sucesso é o melhor lugar para se esconder. A fama tornou tudo pior! Tive tantas pessoas que e disseram que eu era demais e que tudo bem eu fazer aquilo. Hollywood não se importava e ainda não se importa se você perde sua família. Isso acontece todos os dias”, desabafou o ator de “Todo Mundo Odeia o Chris” e “Brooklyn Nine-Nine”. 

Nós descobrimos que há toda uma indústria em torno desse problema porque a pornografia se tornou a nova droga”, completou Rebecca. 

Para Terry, ele e Rebecca conseguiram criar um laço mais forte por conta do relacionamento dos dois ser anterior à fama dele como ator. Durante as crises conjugais que eles tiveram, o ator sempre soube que jamais encontraria alguém como Rebecca. 

Nova Zelândia (outra vez) mostra criatividade para falar aos jovens sobre pornô

O melhor conselho que já recebi foi de um grande amigo meu, ele foi o primeiro cara para quem liguei quando Rebecca estava tipo, ‘não volte para casa’. Ele disse: ‘Terry, você precisa melhorar por você’”, contou o ator. 

Você tem que entender que foi um divisor de águas. Na minha cultura, como um esportista, você faz algo para conquistar coisas. Você faz algo para ganhar biscoitos, sabe? Você trabalha duro para conseguir dinheiro, você faz essas coisas para conseguir transar, mas a ideia de melhorar realmente só por mim, esse foi um pensamento novo”, disse. 

Ex-Disney diz que indústria pornô é menos degradante que Hollywood

Terry falou ainda sobre o papel que o lugar onde ele cresceu desempenhou no vício dele. 

Você tem que entender onde eu cresci. Eu cresci em Flint, Michigan, na cultura afro-americana. Ir à terapia era admitir que você é louco”, explicou. 

Era algo que você não fazia. Além disso, a cultura do esporte era aquela em que a raiva o ajudava. Era agressão, era competição, tudo tinha que ser perfeito ou nada. Então, você está falando de coisas que ajudam as pessoas como um homem, isso me levou muito, muito longe do ponto de vista dos negócios, mas estava desintegrando minha família.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Vítima de racismo vira investigado e mostra como Brasil ainda vê negro como suspeito