Debate

Casal só é vacinado contra a covid após guardar cartaz com críticas ao governo federal

Redação Hypeness - 18/06/2021

Um casal que desejava se manifestar contra o presidente durante a sua vacinação foi impedido de protestar criticamente ao governo por funcionários de um posto de saúde no Distrito Federal. Mesmo com uma placa que não mencionava o nome de Jair Bolsonaro, o casal foi orientado a utilizar um outro cartaz para a foto da vacinação. As informações são do Metrópoles.

– Censura: CGU propõe que professor fique 2 anos sem criticar Bolsonaro para ter processo suspenso

Um dos cartazes censurados do casal

A aposentada de 52 anos e seu marido, servidor público da mesma idade, foram impedidos de vacinar com cartazes que criticavam o atual governo. As cartolinas diziam ‘500 mil mortes com a sua digital’, ‘ele não’, ‘assassino’, ‘verme parasita’, entre outros.

– Xepa da vacina contra covid em SP abre para adultos com mais de 18 anos e sem comorbidades

Entretanto, a enfermeira que aplicava as doses da vacina impediram a imunização com cartazes. Um segurança armado intimidou o casal e falou para que eles abandonassem o cartaz.

“Quando chegou a nossa vez, descemos do carro para fotografar o momento da vacinação. Nessa hora, a vacinadora falou: ‘Com o cartaz eu não vacino’. Ainda disse: ‘deixa eu ver o cartaz’ e depois repetiu que não vacinaria. A gente disse que iria tirar foto só da gente, que ela não apareceria, mas ela saiu nervosa. Depois, veio outro cidadão, que não sei se era o chefe, mas parecia ser. Ele disse: ‘o senhor está entendendo? Não pode. A gente aqui não faz política partidária’”, narra o marido ao Metrópoles.

O casal afirmou que só pôde se imunizar com um cartaz que não criticava o governo. “Eles nos colocaram sentados num cantinho e eu só consegui vacinar tirando foto com o cartaz que dizia: ‘Viva a Educação, viva o SUS’. Porque os outros, não deixaram. Isso porque nem tinham a palavra presidente, ou o nome dele. Estava subentendido”, disse a aposentada.

– Serrana controlou pandemia com vacina e é exemplo para o Brasil

A Secretaria de Saúde afirmou que a funcionária que estava realizando a imunização não desejava se associar com questões políticas e por isso se recusou a aparecer em uma foto com o determinado cartaz. O casal se manteve seu nome em sigilo por medo de represálias.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Metrópoles


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Funcionária que viajou depois de pedir de isolamento domiciliar é demitida por justa causa