Inspiração

Chimamanda Adichie, entrevistada do ‘Roda Viva’, em 5 obras inspiradoras para o feminismo negro

Redação Hypeness - 11/06/2021

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie é a convidada do “Roda Viva”, programa da TV Cultura, da próxima segunda-feira (14). Autora de livros como “Americanah” e “Hibisco Roxo”, ela inspira mulheres ao redor de todo o mundo ao falar sobre gênero, raça e os desafios enfrentados especialmente por mulheres negras nesse sentido. 

32 frases feministas para empoderar o seu dia

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

Abaixo, separamos 5 obras inspiradoras escritas por Chimamanda Adichie para o feminismo negro — todos eles associados às suas obras:

‘Sejamos Todos Feministas’

Os vídeos das palestras de Chimamanda acumulam milhões de visualizações no YouTube. A palestra “Todos nós deveríamos ser feministas” é uma das mais famosas aulas dadas por Chimamanda. O registro foi feito para o Tedx Talks e virou livro, lançado pela Companhia das Letras em 2015. Também virou letra de música de Beyoncé com “Flawless”, do álbum “Beyoncé”. 

Sejamos Todos Feministas’, por R$ 13,99 (Companhia das Letras, 2015)

‘O Perigo de Uma História Única’

Anos antes da palestra citada acima, a escritora nigeriana gravou “O Perigo de Uma História Única”, também como parte de um TED. Como bem diz aa descrição do vídeo, nesta aula, Chimamanda nos adverte que “se ouvimos somente uma única história sobre uma outra pessoa ou país, corremos o risco de gerar grandes mal-entendidos”. Uma reflexão profunda e importante. 

– ‘O Perigo de Uma História Única’, por R$ 15,11 (Companhia das Letras, 2019)

Hibisco Roxo

Lançado em 2011, “Hibisco Roxo” traz a adolescente Kambili como protagonista de uma história que apresenta um retrato da Nigéria contemporânea e da influência colonizadora na vida dos cidadãos do país. A menina tem que lidar com a religiosidade do pai, Eugene, absolutamente eurocêntrica e que acaba por criar crises dentro da família. 

– ‘Hibisco Roxo’, por R$ 28,90 (Companhia das Letras, 2011)

Garotinhas se vestem de Lupita e Chimamanda e derretem corações

Americanah

“Americanah” foi escolhido pelo “New Yotk Times” como um dos dez melhores entre os lançados em 2013. O livro também ganhou o prestigiado prêmio do National Book Critics Circle. O livro é provavelmente a obra prima de Chimamanda até aqui. A obra conta a história de Ifemelu e Obinze na Lagos dos anos 1990. 

Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência.

– ‘Americanah’, por R$ 35,90 (Companhia das Letras, 2014)

12 autoras negras para ler e lembrar que o Dia da Consciência Negra é o ano inteiro

‘Para educar crianças feministas’

Depois do sucesso de “Sejamos Todos Feministas”, Chimamanda voltou a falar sobre igualdade de gênero em “Para Educar Crianças Feministas”, um pequeno manifesto que pretende ajudar mães e pais a educarem seus filhos com um olhar mais feminista. O livro foi escrito como uma carta de conselhos a uma amiga que acaba de se tornar mãe de uma menina. 

– ‘Para Educar Crianças Feministas’, por R$ 15,00 (Companhia das Letras, 2017)

 

Publicidade

Fotos: Getty Images e Companhia das Letras


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.