Ciência

Covid: show para testar transmissibilidade de vírus termina sem contaminados

Vitor Paiva - 07/06/2021

Um experimento realizado em uma festa em Barcelona, na Espanha, no final do ano passado, trouxe resultados positivos para o possível retorno de eventos como shows, festivais e festas no contexto da pandemia. Publicado na revista científica The Lancet Infectious Diseases no último dia 26, o experimento se deu em dezembro de 2020 – antes, portanto, do início da vacinação – e reuniu 465 pessoas entre 18 e 59 anos, em uma arena fechada durante cinco horas, para medir a transmissão da Covid-19: nenhuma das pessoas presente se contaminou por conta do evento – que seguiu de forma severa uma série de medidas de segurança.

Outro show recente em Barcelona do cantor Antonio Orozco com a platéia em máscara e protocolos

Outro show recente em Barcelona do cantor Antonio Orozco com a platéia em máscara e protocolos

-Nova Zelândia, que ouviu ciência na pandemia, teve show com 20 mil pessoas

Além de medir o potencial de contágio desse tipo de evento, a ideia foi também estabelecer possíveis protocolos para conter a disseminação do vírus. Todos os presentes realizaram testes rápidos de antígeno antes de entrar, e se na área comum do evento o distanciamento não era obrigatório, todos tinham de usar máscaras do tipo N95/PFF2, só podendo tirar momentaneamente em uma área delimitada e com distanciamento para consumir bebidas na parte do bar. A mesma coisa para o fumódromo, que recebia 20 pessoas por vez, todas em distância devida.

Josep Llibre, líder dos experimentos recentes com eventos em Barcelona

Josep Llibre, líder dos experimentos recentes de tais eventos em Barcelona

-Islândia conseguiu controlar a pandemia apostando na ciência

“Nosso estudo oferece evidências preliminares que eventos de música em ambiente fechado podem acontecer sem aumentar o risco da transmissão do Sars-CoV-2 quando medidas de segurança amplas são aplicadas”, afirmou em comunicado o cientista Josep Llibre, principal autor do estudo. A temperatura no ambiente foi mantida em 21 graus pela manutenção do conforto dos presentes, e a arena manteve as portas abertas para ampliar a ventilação no local. Mais recentemente, em março, um show da banda “Love of Lesbian” reuniu 5 mil pessoas também na cidade catalã: com os protocolos, o experimento também conduzido por Llibre até aqui se revelou bem-sucedido.

O show da banda "Love of Lesbians", que reuniu 5 mil pessoas na cidade catalã

O show da banda “Love of Lesbian”, que reuniu 5 mil pessoas na cidade catalã

-Proibir o comércio de animais silvestres é medida eficaz para prevenir novas pandemias, diz relatório

“É importante que os resultados sejam interpretados considerando a situação da Espanha no momento, quando casos não estavam altos e havia medidas rigorosas de restrição”, explicou Llibre, sublinhando o fato de que os protocolos foram seguidos de forma rigorosa e irrevogável em todo o evento. Enquanto a negligência de alguns governos como o brasileiro mantêm a pandemia descontrolada em certos países, aqueles que seguiram as recomendações científicas e investiram na vacinação em massa, alguns eventos de tal tipo começam a voltar a ocorrer, e artistas já vão agendando apresentações na Nova Zelândia e na Austrália, por exemplo.

Platéia mascarada do show em Barcelona

Platéia mascarada do show em Barcelona

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.