Debate

Homem branco supostamente demitido por racismo é filho da dona da loja onde trabalhava

Redação Hypeness - 17/06/2021

Tomás Oliveira, protagonista de um caso de racismo contra um jovem negro no Leblon, foi demitido do seu trabalho como designer. Contudo, de acordo com apuração do Brasil de Fato, o homem é funcionário da empresa da própria mãe. 

A Papel Craft, onde Tomás trabalha, é de Maria Eliza Araújo, sua mãe. Procurada pelo Brasil de Fato na última terça-feira (15), a Papel Craft informou que não havia nenhum funcionário que pudesse comentar o caso. A empresa se limitou a confirmar as informações sobre a demissão de Tomás.

– Racismo: homem negro compra sapato, é acusado de roubo e apanha em shopping

– Empresária negra denuncia racismo após acusação falsa de roubo de fiscal da Leader

A repercussão sobre a demissão de Tomás segue na internet

A namorada de Tomás, Mariana Spinelli, que estava com ele no momento do confronto racista, também foi dispensada do seu cargo na Espaço Vibre, onde era professora de dança. A empresa se pronunciou nas redes sociais.

“Estamos consternados com o que tomamos conhecimento e tratando o assunto com toda gravidade que ele merece. Racismo é crime e não vamos compactuar com isso. A professora envolvida no ato foi demitida e já não faz mais parte do nosso quadro de funcionários”, disse em comunicado. 

– Carrefour acerta reparação milionária por assassinato de João Alberto; medida segue longe de ser suficiente

Matheus filmou parte da abordagem de Tomás e Mariana e eles foram reconhecidos nas redes sociais

Racismo no Leblon 

A denúncia de racismo foi do instrutor de surf Matheus Ribeiro, de 22 anos, morador da Maré, na Zona Norte do Rio. O jovem foi ao Shopping Leblon no Dia dos Namorados encontrar a namorada, que trabalha como vendedora. Ele estava com sua bicicleta elétrica, quando foi abordado por Tomás e Mariana. 

-Humorista negro diz que mandou Carrefour ‘tomar no c* após e-mail com proposta publicitária

O casal se aproximou de Matheus, dizendo que aquela bicicleta era igual a da professora, que havia sido roubada recentemente. O instrutor de surfe contou no boletim de ocorrência que tentou provar que a bicicleta era sua com fotos antigas no celular, mas Tomás se aproximou e mexeu no cadeado. Somente assim o designer acreditou e pediu desculpas. 

Publicidade

Fotos: Reprodução / Twitter


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Semana de 4 dias ganha simpatizantes e pode beneficiar negócios; entenda