Ciência

Mapa 3D do cérebro humano é criado a partir de 225 milhões de imagens por Harvard e o Google

Vitor Paiva - 10/06/2021 | Atualizada em - 14/06/2021

Uma parceria entre cientistas do Google e do laboratório Lichtman, da Universidade de Harvard, se lançaram a uma complexa e monumental tarefa: mapear o cérebro humano em suas múltiplas e complexas funcionalidades. Para construir o mapa de 1.4 petabytes disponível online foram levantadas 225 milhões de imagens a partir de um milímetro cúbico de tecido do córtex cerebral, onde funções cognitivas vitais como o pensamento, a memória, a linguagem e outras percepções ocorrem – o petabyte é equivalente a 1024 terabytes, ou aproximadamente 1.024.000 gigabytes.

Cérebro humano

O imenso mapeamento trabalhou com somente uma pequena fração da potência cerebral total © Getty Images

-Fui entender como a neurociência quer hackear nossos cérebros

O milímetro cúbico do córtex cerebral utilizado como base para o mapeamento foi dividido em 5.300 fragmentos, medindo 30 nanômetros de espessura – como exemplo, para mensurar um nanômetro é preciso multiplicar 1 metro por 1 bilhão a fim de alcançar tal dimensão. No tecido utilizado como base encontram-se milhões de neurônios, 130 milhões de sinapses anotadas e muito mais – as 225 milhões de imagens em 2D foram “costuradas” para criar um dos mais elaborados mapas cerebrais já montados.

Cerca de 4000 fibras nervosas conectadas a um único neurônio

Cerca de 4000 fibras nervosas conectadas a um único neurônio © Google/Lichtman Laboratory

-Um rolê por dentro do museu dos cérebros humanos na Índia

O mapa permite a exploração online de células segmentadas, partes celulares, vasos sanguíneos, mielina, sinapses inibitórias e excitatórias,100 células revisadas manualmente, e mais – é possível explorar neurônios de perto, assim como uma única sinapse, e cada aspecto do mapa está explicado na página do mapa. Junto da publicação do mapa, um estudo detalhando o processo e os resultados do levantamento foi publicado no servidor BioRxiv – a dimensão do mapeamento e as possibilidades que se abrem são tantas a partir do estudo que o feito está sendo comparado ao Projeto Genoma, iniciado nos anos 1990 para mapear o genoma humano.

Parte dos vasos sanguíneos cerebrais registrados pelo mapa

Parte dos vasos sanguíneos cerebrais registrados pelo mapa © Google/Lichtman Laboratory

-Pesquisadores conseguem restaurar consciência de homem após 15 anos em estado vegetativo

Segundo comunicado do Google – e como medida da imensa complexidade das funções cerebrais humanas – apesar de se tratar de um dos mais completos mapeamentos já realizados, as 225 milhões de imagens combinadas representam somente “um milionésimo do volume” do cérebro humano em sua capacidade total. Segundo Jeff Lichtman, líder do empreendimento ligado à Universidade de Harvard, para se mapear todo o cérebro humano seria necessário o levantamento de zettabyte, equivalente a toda informação digital produzida no mundo em um ano. O mapa interativo pode ser acessado e explorado aqui.

Uma das diversas páginas de exploração do mapa cerebral criado

Uma das diversas páginas de exploração do mapa cerebral criado © Google/Lichtman Laboratory/reprodução

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Covid: quem não come carne possui 73% menos chances de ter quadro grave da doença