Inovação

No Japão, é possível mandar cartas escritas em folhas de árvores pelo correio

Yuri Ferreira - 22/06/2021

Estudantes da Universidade de Keio, no Japão, estão realizando um projeto muito bonito com o apoio do renomado serviço de correios do país asiático. Usando folhas de tarayou, um tipo de azevinho comum na China e na terra do sol nascente, os estudantes passaram a escrever cartas na planta e enviá-las pelo correio como uma forma de propor uma comunicação mais duradoura.

– Quem está por trás das respostas às milhares de cartas deixadas no túmulo de Julieta

Os primeiros registros de cartas no Japão são do período Heian (794 d.C a 1185 d.C) e elas eram escritas justamente nas folhas de terayou. 

Carta de azevinho desenvolvida por estudantes japoneses

O resgate dessa forma de comunicação foi iniciado pelo Tarayou Tree Project, que já enviou mais de 50 mensagens para todo o Japão através dessas folhas, que conseguem absorver a tinta de canetas permanentes de forma simples depois de secas.

– Selos postais alertam para crise climática na Finlândia

“Acreditamos que seria interessante que veteranos da universidade e calouros se conectarem. E encontramos que uma forma de criar essas relações para além dos limites do digital seria através de cartas”, explicou Risa Kitamura, estudante do terceiro ano da Universidade de Keio, à VICE.

Basta um selo do correio e o endereço do remetente e destinatário para enviar uma mensagem por folha no Japão

O projeto faz parte da matéria de ‘Introdução à Construção de um Campus pelos Alunos’, uma matéria que procura incentivar o senso de comunidade através de projetos universitários. Em um primeiro momento, eles pensaram em adotar o ‘Future Mail’, programa do serviço postal japonês que entrega cartas 10 anos depois de seu envio. Mas os alunos acreditaram que as cartas de papel não tinham o apelo necessário.

As cartas no terayou se tornaram uma surpresa para a própria mídia japonesa. Não pela criação em si, mas pelo fato de que os correios do país estão entregando as correspondências como se fossem cartas de papel.

De fato, a preocupação faz sentido: os correios do Japão exigem dimensões mínimas para a entrega de correspondências, mas eles não parecem estar se importando com isso e estão entregam normalmente as folhas. Bonito, não acha?

Publicidade

Fotos: Divulgação/Tarayou Tree Project


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Painéis solares flutuantes podem impedir água de evaporar