Debate

Seca empurra aumento histórico na conta de luz; nota alertou para apagão

Redação Hypeness - 16/06/2021

Uma crise energética está se avizinhando; com o esgotamento dos reservatórios de água, a capacidade de produção das hidrelétricas no Sul e no Centro-Oeste está se reduzindo; com o aumento no valor das contas de luz, especialistas esperam que o consumo de luz seja reduzido.

– Maior termelétrica do Brasil que produz energia a partir do lixo começa a funcionar em SP

Com a queda nos níveis do reservatórios, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou um aumento de 20% no custo do kW/h na bandeira vermelha, o que significa que as contas de energia já aumentarão em 2021.

Sem água, Brasil continua refém do carvão e evidencia falta de planejamento na matriz energética do país; conta de luz deve aumentar 5%

Com a redução dos reservatórios, o governo já acionou usinas termoelétricas para tentar alimentar o sistema elétrico do país. Entretanto, o alto custo desse tipo de operação pode prejudicar os cofres públicos (além de, é claro, prejudicar bastante o meio-ambiente).

– O Brasil já está se preparando para gerar energia elétrica com a força das marés

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) chegou a enviar uma nota para o governo atentando para a possibilidade de apagão. O órgão, entretanto, afirmou que a possibilidade era remota e apenas ocorreria caso medidas não fossem tomadas.

“O único cenário em que há risco de déficit é o cenário de referência, utilizado para demonstrar que ações precisavam ser tomadas com o intuito de evitar essa ocorrência”, disse o ONS à Folha.

“Sendo assim, diversas medidas foram aprovadas pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) e já estão em curso, o que faz com que esse cenário não se concretize e se garanta o fornecimento de energia e potência em 2021”, concluiu.

– Índia já tem sua primeira cidade funcionando 100% com energia solar

O problema aponta para uma antiga chaga na infraestrutura brasileira. Entre o fim dos anos 1990 e o começo dos anos 2000, o Brasil também teve um problema de abastecimento elétrico e a ‘Crise do Apagão’ afetou milhões de cidadãos que foram obrigados a reduzir seus gastos elétricos. Além disso, houve racionamento energético.

Desde então, o país ampliou sua matriz energética, mas continuou dependente das hidrelétricas, que estão sujeitas ao níveis de abastecimento dos reservatórios e podem se tornar obsoletos com a mudança climática.

“O Brasil gastou nos últimos anos, em custos diretos, R$ 34 bilhões com usinas térmicas emergenciais, mas despreza o enorme potencial solar e eólico que possui. Se incentivarmos o uso da energia solar com o que usamos com as térmicas emergenciais, em apenas cinco anos teremos a mesma geração em termos de uso da energia solar. Se considerarmos que os sistemas de energia solar têm durabilidade de 25 anos, a longo prazo a energia solar será muito mais barata que as outras fontes”, afirma André Nahur, coordenador de mudanças climáticas e energia na organização WWF-Brasil, ao ECOA.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
NASA lança placa com mensagens dos Beatles e Einstein para humanos do futuro