Diversidade

Sikêra Jr. e RedeTV! alvos de ação milionária por homofobia; emissora perdeu patrocinadores

Redação Hypeness - 29/06/2021

Sikêra Jr. está envolvido em outro caso de homofobia. O apresentador do sensacionalista policialesco “Alerta Nacional” chamou membros da comunidade LGBTQIA+ de “raça desgraçada” durante acesso de raiva contra propaganda do Burger King que mostra crianças aprendendo sobre diversidade e que amor não tem moldura. 

“A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Nós não vamos deixar”, disse, ao vivo, no programa exibido em 25 de junho pela RedeTV!. 

Sikêra seguiu com as ofensas homofóbicas contra o comercial da rede de fast food. “Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança”. 

Leia também: Dia do Orgulho: masculinidades negras e trans na pauta de podcast que estreia hoje

Sikêra Jr. é alvo de ação milionária por homofobia

Perda de patrocinadores 

A homofobia explícita do apresentador conhecido por discursos esdrúxulos e carregados de preconceitos causou problemas no caixa da RedeTV!. A emissora administrada pelo bolsonarista Marcelo de Carvalho perdeu patrocinadores

De acordo com informações do Notícias da TV, pelo menos três marcas deixaram de anunciar antes ou durante o programa apresentado por Sikêra Jr. A reportagem de Gabriel Perline cita a MRV, Tim, além do Magazine Luiza, que mostrava vídeos no YouTube do canal

“O Magalu é contra qualquer forma de LGBTfobia e nunca admitiremos isso. Não patrocinamos o programa, mas havia anúncios sendo exibidos de forma automática pelo YouTube no canal. Eles já foram bloqueados e não serão mais exibidos”, se manifestou a companhia em suas redes sociais. 

“Desde a semana passada, realizamos a suspensão da veiculação, que é automática pela plataforma de anúncio, nesse canal. Reforçamos que a Tim não está ligada a movimentos, nem compactua com disseminação de notícias falsas e discursos de ódio”, se justificou a Tim. 

Aproveite para assistir ao comercial em defesa da diversidade feito pelo Burger King:

Ação milionária 

O discurso homofóbico de Sikêra Jr. na RedeTv! se tornou alvo do Ministério Público Federal. O MPF pede que Sikêra e RedeTV! paguem indenização de R$ 10 milhões por danos morais coletivos em ofensas contra a comunidade LGBTQIA+. 

A ação foi protocolada por Enrico Rodrigues de Freitas, procurador da regional dos Direitos do Cidadão no Rio Grande do Sul, em conjunto com a advogada Alice Herzog Resadori, do Nuances, que defende a liberdade sexual. 

O pedido prevê a exclusão da íntegra do programa exibido no dia 25 de junho das redes sociais e de sites, além de uma retratação pública do apresentador e da emissora paulista com o mesmo tempo e horário do discurso de ódio. 

“MPF e Nuances pedem que Rede TV! e Sikêra Jr sejam condenados ao pagamento de R$ 10 milhões a título de indenização por danos morais coletivos – valor a ser destinado à estruturação de centros de cidadania LGBTQIA+”, diz trecho da ação. 

O Ministério Público ressalta que a ação acontece por causa de “falas discriminatórias e preconceituosas contra a população LGBTQIA+ que foram ao ar em 25 de junho de 2021. Na ocasião, Sikêra relacionou a prática de crime, pedofilia e uso de drogas à homossexualidade, entre outras falas de menosprezo e de preconceito.”

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.